Wimbledon: Marija Cicak será primeira mulher a arbitrar a final masculina

A croata Marija Cicak será a primeira mulher na história a arbitrar a final masculina de Wimbledon, terceiro torneio do Grand Slam da temporada, que será disputada domingo pelo sérvio Novak Djokovic e o italiano Matteo Berrettini.

Marija Cicak, de 43 anos, detém uma insígnia de ouro pelo seu trabalho como árbitro, além de ser membro do corpo de elite do WTA desde 2012, e foi confirmada pelo All England Club, organizador do 'major' britânico depois da primeira edição em 1877, como a juiz de cadeira do encontro que decidirá o campeão de 2021.

A final entre o líder do 'ranking' ATP, a lutar pelo sexto troféu na relva londrina e 20.º título do Grand Slam, e o número nove mundial será a primeira na história do All England Club dirigida por uma mulher, no caso pela croata, que arbitrou a final feminina em 2014 e o desafio do título de pares femininos em 2017.

Esta é a sua 15.ª participação em Wimbledon, além de ter desempenhado funções em dez edições consecutivas do Masters feminino e em outros torneios como Taça Davis, a Taça Billie Jean King e a final dos Jogos Olímpicos do Rio2016.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG