Venda do AC Milan a grupo chinês adiada para março

Operação ascende a 740 milhões de euros. Sino-Europe Sports já pagou 100 milhões em setembro

A data limite para a oficialização da venda do AC Milan pela Fininvest a um grupo de investidores chineses foi adiada de 13 de dezembro para 03 de março de 2017, anunciaram hoje a partes, em comunicado.

Apesar de o processo de venda ter sido adiado, a Sino-Europe Sports, que representa os investidores chineses, comprometeu-se a pagar 100 milhões de euros (ME) até 12 de dezembro, depois de já ter feito um pagamento inicial no mesmo valor, em setembro.

A venda de 99% do clube italiano de futebol pela 'holding' de Silvio Berlusconi - que já tinha deixado em aberto a possibilidade de a concretização do negócio ser adiada - foi acordada em agosto, no valor total de 740 ME.

O AC Milan, um dos clubes históricos do futebol italiano e europeu, ocupa o terceiro lugar do campeonato transalpino, atrás da líder Juventus e em igualdade pontual com a AS Roma.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG