Velório de Chalana. Pequeno genial homenageado com uma última incursão pelo flanco esquerdo da Luz

Antigos companheiros de equipa, entre os quais Diamantino Miranda, Shéu Han, Carlos Manuel, Humberto Coelho e Toni, carregaram a urna do pequeno genial até ao relvado.

Fernando Chalana está esta sexta-feira a ser homenageado no Estádio da Luz.

Antigos companheiros de equipa, entre os quais Diamantino Miranda, Shéu Han, Carlos Manuel, Humberto Coelho e Toni, carregaram a urna do pequeno genial até ao flanco esquerdo do relvado, numa alusão à zona do campo em que Chalana tanto brilhava. O plantel principal do Benfica fez a guarda de honra ao antigo internacional português.

Esta cerimónia está a ser presenciada ao vivo por milhares de adeptos, que não quiseram faltar ao último adeus do antigo jogador.

Rui Costa acompanhou a família do antigo futebolista e treinador.

Numa das bancadas, foi estendida uma camisola gigante com o número 10 e a mensagem "Obrigado Chalana".

Presidente do Sporting despede-se de um "adversário magnífico e leal"

O presidente do Sporting classificou esta sexta-feira o falecido antigo futebolista do Benfica Chalana como "um adversário magnífico e leal", marcando presença na missa que se seguiu ao velório do antigo internacional português, na Basílica da Estrela, em Lisboa.

"Morreu um dos maiores do nosso eterno rival e do futebol português. Foi um adversário magnifico e leal. Merece todo o nosso respeito, reconhecimento e admiração", declarou Frederico Varandas aos jornalistas.

O dirigente máximo dos leões transmitiu ainda "sinceros pêsames a todos benfiquistas e à família" do ex-jogador.

Chalana, que vestiu a camisola principal das quinas em 27 vezes ocasiões, morreu na quarta-feira aos 63 anos, tendo feito grande parte da sua carreira no Benfica.

O pequeno genial ou Chalanix está ser ainda homenageado no Estádio do Luz, com o cortejo fúnebre a passar pelo centro do relvado, antes da cerimónia fúnebre, marcada para o cemitério do Alto de São João.

Com início da formação no Barreirense, Chalana chegou ao Benfica em 1974/75, ainda com idade de júnior e mudou-se em 1984/85 para o Bordéus, França, no qual esteve três anos antes de regressar às águias, terminando a carreira com uma época no Belenenses (1990/91) e outra no Estrela da Amadora (1991/92).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG