Videoárbitro não funcionou no Aves-Benfica após o minuto 66'

Anomalia técnica impossibilitou comunicação com o árbitro, o que poderá justificar a validação do terceiro golo dos encarnados

O Conselho de Arbitragem revelou este domingo após o jogo Desportivo das Aves-Benfica que não foi possível a comunicação entre o árbitro e o VAR (vídeo-árbitro) após o minuto 66' do encontro, devido a anomalias técnicas.

"No jogo entre Desportivo das Aves e SL Benfica verificou-se uma quebra de comunicações entre o vídeo-árbitro e a equipa de arbitragem. A quebra de comunicações com o equipamento do árbitro detetou-se aos 66 minutos e durou até ao final do jogo. A inexistência de comunicações impediu o diálogo entre VAR e equipa de arbitragem no terreno. A possibilidade de existirem anomalias técnicas está prevista no protocolo do IFAB e nos regulamentos da Liga", lê-se no twitter oficial da página do vídeo-árbitro.

Refira-se que o terceiro golo do Benfica, através de uma grande penalidade, foi muito contestado pelos locais devido a uma suposta falta no início da jogada. E este lance deu-se ao minuto 79.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG