US Open: João Sousa perde com Jordan Thompson e despede-se na estreia

O tenista português João Sousa perdeu frente ao australiano Jordan Thompson e despediu-se na primeira ronda do US Open, que está a decorrer em Flushing Meadows, Nova Iorque.

João Sousa defendia os oitavos de final mas não conseguiu superar o australiano Jordan Thompson na primeira ronda do US Open, o quarto majo da temporada, que está a decorrer em Flushing Meadows.

Naquele que foi o terceiro encontro entre ambos, o número um português e 44.º classificado no 'ranking' ATP sofreu a segunda derrota diante de Thompson (55.º ATP). Este garantiu a qualificação para a segunda ronda do torneio norte-americano pela segunda vez na carreira, ao vencer em três sets, com parciais de 6-3, 6-2 e 6-4, em duas horas e sete minutos de encontro.

Enquanto o vimaranense, de 30 anos, só teve uma oportunidade de break no oitavo jogo do terceiro parcial, não concretizada, o australiano, de 25 anos, assinou quatro quebras de serviço, em 14 oportunidades, graças a um jogo assertivo e um bom serviço que criou muitas dificuldades ao adversário.

Derrota dá 52 mil contos

No primeiro set, João Sousa sofreu o 'break' no quarto jogo (1-3) e o australiano, mantendo a curta vantagem, chegou facilmente ao 5-3 para servir e fechar. Apesar de o minhoto se ter tornado mais agressivo no sétimo jogo, cometeu muitos erros não forçados (10), e Thompson não teve dificuldade em colocar o 6-3 no marcador.

Na segunda partida, o tenista luso viu-se obrigado a salvar dois break points no seu primeiro jogo de serviço. Evitou o primeiro, mas não foi feliz no segundo e ficou em desvantagem (0-1), permitindo ao opositor passar para a frente e chegar novamente ao 3-1. Sousa fez o 2-3, mas não foi capaz de salvar o segundo 'break' no sétimo jogo (2-5). Perante tal desacerto, o tenista dos Antípodas não se fez rogado e deu por concluído o segundo parcial com 6-2.

Em muitas dificuldades e obrigado a vencer o terceiro set para se manter em prova, Sousa continuou a lutar para encontrar o seu bom nível de ténis e contrariar o jogo mais agressivo do adversário. Salvou quatro break points e só ao 28.º ponto conseguiu fechar o seu jogo de serviço (1-0). Manteve a igualdade até ao sexto jogo (3-3), mas, ao quarto break point' foi quebrado no seu serviço e ficou em desvantagem (3-4).

Após dispor do seu primeiro break point no oitavo jogo para fazer o contra 'break', ao cabo de duas horas de encontro, João Sousa desperdiçou a oportunidade e Jordan Thompson segurou a liderança, antes de servir para 'carimbar 'a passagem à fase seguinte do US Open e marcar encontro com o italiano Matteo Berrettini, que derrotou o francês Richard Gasquet, por 6-4, 6-3, 2-6 e 6-2.

Com base nas estatísticas globais, o desaire de João Sousa, que há um ano havia sido travado pelo campeão Novak Djokovic nos oitavos de final, explica-se pelos 34 erros não forçados face aos 17 winners e 5 'ases', num encontro em que só dispôs de uma oportunidade de break e falhou. Já Jordan Thompson, a disputar pela quarta vez o último torneio do 'Grand Slam', assinou 29 pontos, 29 erros não forçados e três 'ases'.

Consumada a despedida do quadro de singulares, que ainda assim lhe garante um prémio de 52 mil euros, mas não evita uma queda de aproximadamente 17 lugares na hierarquia ATP, João Sousa continua em Flushing Meadows para disputar, ao lado do argentino Leonardo Mayer, a prova de pares e defender os quartos-de-final alcançados há um ano.

Exclusivos