Taremi marca e assiste ao apuramento do FC Porto

Sérgio Conceição cumpriu o jogo 255 de dragão ao peito no empate com a Lazio (2-2) e continua nas provas europeias. Sexta-feira ficará a saber quem é o adversário dos oitavos de final.

A estratégia resultou num empate (2-2), que serve o objetivo de seguir para os oitavos de final, uma vez que o FC Porto venceu na primeira mão do playoff (2-1), no Estádio do Dragão e assim ganhou a eliminatória por 4-3. Esta quinta-feira, no Olímpico de Roma, Taremi, com um golo e uma assistência, anulou as esperanças da Lazio, que mesmo tendo menos bola conseguiu ser quase sempre mais exuberante ofensivamente e ainda fez sofrer os portistas.

É a terceira vez que os dragões se apuram para os oitavos de final da Liga Europa... sendo que em 2010-11 venceu o troféu e em 2013-14 ficou pelos quartos, eliminado pelo Sevilha. E é também a terceira vez que este Porto de Sérgio Conceição elimina uma equipa italiana, depois da Roma (2020) e da Juventus (2021), agora a Lazio.

A partida foi duas vezes especial para Sérgio Conceição. Aplaudido no regresso ao Olímpico de Roma, onde brilhou como jogador, o treinador do FC Porto cumpriu o 255.º jogo de dragão ao peito, igualando Artur Jorge como o segundo treinador com mais jogos na histórias - mais jogos só José Maria Pedroto (321).

Já com o jogo do Gil Vicente em mente, o treinador mudou quatro peças no onze (4x4x2): saíram João Mário, Fábio Cardoso, Fábio Vieira e Evanilson; entraram Bruno Costa, Pepe, Pepê e Toni Martínez. O herói do jogo da primeira mão do playoff voltou a ser titular. Também Maurizio Sarri fez quatro alterações (4x3x3) e já contou com Ciro Immobile, que tinha falhado o jogo da primeira mão no Dragão por estar com febre. Esta quinta-feira foi a jogo para mal dos pecados de Sérgio Conceição.

A influência de Immobile nos processo romanos é qualquer coisa de abismal. Em seis minutos fez um remate com perigo e marcou três golos (!), mas só um deles contou. O FC Porto suportou o pressing romano e chegou ao empate de grande penalidade. Primeiro o árbitro deu um cartão amarelo a Taremi por simulação, mas depois, com ajuda do VAR, marcou penálti e o próprio italiano encarregou-se de fazer o empate no jogo, que voltava a dar vantagem na eliminatória aos portugueses.

Para segurar ou ampliar essa vantagem a abordagem ao segundo tempo passava por ser mais agressivo a meio campo, sempre que a Lazio tinha bola. Aos 47 minutos Pepê correspondeu ao cruzamento largo de Toni Martínez e ficou perto de um golaço de cabeça, mas a bola saiu ao lado da baliza laziale. Depois com a entrada de Galeno para o lado esquerdo, Pepê passou para o corredor direito e Mehdi Taremi ficou sozinho na frente. E foi assim que Sérgio ganhou o jogo. Mesmo sozinho o iraniano conseguiu fazer estragos. Numa bela jogada, Taremi amorteceu e desmarcou Uribe que entrou na área e fuzilou Thomas Strakosha. Pelo quarto encontro seguido, o iraniano marcou e assistiu.

O segundo golo portista abanou a Lazio que procurava o golo, mas a barra e Diogo Costa não deixaram que Luis Alberto e Immobile sonhassem mais do que o empate no jogo, conseguido por Danilo Cataldi já depois dos 90 minutos.

O FC Porto e o Sp. Braga (eliminou o Sheriff) conhecem já na sexta-feira os adversários dos oitavos de final da Liga Europa. Eis os possíveis adversários: West Ham, Lyon, Monaco, Bayer Leverkusen, Eintracht Frankfurt, Spartak Moscovo, Estrela Vermelha e Galatasaray.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG