Seis derrotas em seis jogos: Benfica confirma a pior campanha de sempre

Equipa de Rui Vitória perdeu por 2-0 com o Basileia, na Luz, na despedida europeia da época. Nunca uma equipa portuguesa tinha terminado com zero pontos a fase de grupos da Champions

Confirmou-se o pior cenário. O Benfica voltou a perder, na despedida das provas europeias, e somou a sexta derrota em seis jogos no grupo A da Liga dos Campeões, assinando assim uma histórica campanha, pelos piores motivos. Nunca uma equipa portuguesa tinha terminado a fase de grupos da prova milionária sem conseguir qualquer ponto - o pior registo até hoje pertencia ao Sporting, que fez dois pontos em 2000-01.

Sem nada mais em jogo que não fosse essa tentativa de evitar um recorde negativo, Rui Vitória revolucionou o onze e deu oportunidade a vários jogadores menos utilizados para se mostrarem na maior montra europeia. Mas uma péssima entrada na partida deu vantagem ao Basileia logo aos cinco minutos, com Elyounoussi a surgir solto na área a finalizar um centro de Lang.

O Benfica nunca mostrou qualidade nem ritmo para desequilibrar a organização defensiva dos suíços, que foram controlando as tímidas investidas encarnadas. Na segunda metade, Rui Vitória lançou Jonas e Gabriel Barbosa para o ataque, numa tentativa desesperada de chegar ao empate, mas foi o Basileia a marcar de novo, num lance de bola parada, por Oberlin, que aproveitou novo desleixo da defesa benfiquista.

E assim terminou a pior campanha de sempre de uma equipa portuguesa na Liga dos Campeões, com o Benfica a ser a 20.ª equipa europeia a acabar o grupo com zero pontos, na história da Champions.

Onzes:
Benfica - Svilar; Douglas, Lisandro Lopez, Jardel, Eliseu; Samaris, Pizzi, João Carvalho; Diogo Gonçalves, Zivkovic e Seferovic

Basileia - Vaclik; Suchy, Akanji, Balanta; Lang, Xhaka, Zuffi, Petretta; Steffen, Oberlin, Elyounoussi

Exclusivos

Premium

Flamengo-Grémio

Jesus transporta sonho da Champions para a Libertadores

O treinador português sempre disse que tinha o sonho de um dia conquistar a Liga dos Campeões. Tem agora a oportunidade de fazer história levando o Flamengo à final da Taça Libertadores para se poder coroar campeão da América do Sul. O Rio de Janeiro está em ebulição e uma vitória sobre o Grémio irá colocar o Mister no patamar de herói.