João Mário foi o grande ausente 

Médio está de férias nas Maldivas e não conseguiu voo. Mas para a semana integra os trabalhos

A cerimónia de apresentação do plantel para a nova época começou cerca das 19.15 em Alvalade. Os jogadores foram sendo chamados um a um (por posições) pelo speaker de serviço - o primeiro foi Rui Patrício, que até entrou na segunda parte do jogo com o Lyon - e quando chegou a vez dos médios ouviu-se o nome de João Mário. Mas o jogador não apareceu no relvado.

João Mário, tal como Rui Patrício, William Carvalho e Adrien, está ainda a gozar férias (o dia previsto para regressarem é na quarta-feira) por ter estado ao serviço da seleção portuguesa que se sagrou campeã da Europa em França. Mas a sua presença estava prevista até porque seria alvo de um pequena homenagem pelo título conquistado no Euro 2016. Mas o médio não se apresentou, ao contrário dos seus colegas que estiveram na seleção no Euro 2016.

De acordo com uma fonte oficial do Sporting, contactada pelo DN, a ausência do médio deveu-se a um "contratempo". O jogador encontra-se de férias nas Maldivas e não conseguiu voo. A mesma fonte garantiu que o médio vai apresentar-se ao trabalho na quarta-feira, o dia previsto para voltar de férias.

Questionado sobre João Mário, Jorge Jesus limitou-se a dizer que estava de "férias" e que vai apresentar-se para a semana. Perante a insistência do jornalista sobre se não temia que o médio e até Slimani pudessem sair, pois estão a ser muito cobiçados, o treinador lembrou que isso é "o preço do sucesso pelo que fizeram a época passada". "Valiam tostões e hoje valem milhões. O presidente está atento a todas essas situações. Umas notícias são verdadeiras, outras só tem como objetivo desestabilizar e fazer a cabeça dos jogadores andar à roda".

Havia alguma expectativa de poder surgir uma surpresa na apresentação (leia-se reforço), mas nenhuma nova contratação foi anunciada. O maior destaque acabou por ser o anúncio dos nomes de Ewerton, Iuri Medeiros e João Palhinha, jogadores que eram dados como dispensáveis, mas que ao que parece vão manter-se no plantel. Ausentes, além de João Mário, estiveram Teo Gutiérrez, Carlos Mané e Esgaio, em representação das respetivas seleções olímpicas, e Lukas Spalvis, reforço que se lesionou com gravidade, foi operado e vai parar seis meses.

Com os jogadores no relvado, os últimos a entrar foram Jorge Jesus e Bruno de Carvalho, respetivamente treinador e presidente do Sporting, que apareceram de mão dada, como que a passar uma mensagem de união para a nova temporada. Apesar de não ter havido qualquer surpresa na apresentação, o Sporting continua no mercado e há duas posições que surgem com carácter de urgência: um guarda-redes e um avançado, situações que podem conhecer desenvolvimentos em breve, apesar do mercado só encerrar a 31 de agosto.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG