Uma mão-cheia de propostas para Slimani, o goleador inegociável

Leicester, Everton, Crystal Palace, Newcastle e Schalke 04 tentaram contratar argelino, com ofertas dos 15 aos 24 milhões

Uma, duas, três, quatro, cinco ... propostas recusadas por Islam Slimani. Desde que abriu o mercado de inverno, a 1 de janeiro, o Sporting recebeu mais de uma dezena de sondagens de clubes europeus pelo avançado argelino, o melhor marcador da equipa leonina com 20 golos (16 na Liga). E cinco dessas sondagens chegaram a ser concretizadas: Leicester, Everton, Crystal Palace, Newcastle e Schalke 04.

O valor mínimo oferecido pelo avançado leonino, com contrato até 2020, foi de 15 milhões de euros e veio da parte do Leicester, o líder surpresa da Premier League (ver página 46). O clube treinado por Ranieri não insistiu, já que os leões declararam que "Slimani era inegociável até junho" por vontade de Jorge Jesus. Os ingleses acabariam por contratar Demarai Gray, do Birmingham, por 1, 2 milhões de euros.

Leia mais na edição impressa ou no e-paper do DN.

Ler mais

Exclusivos

Premium

João Gobern

Há pessoas estranhas. E depois há David Lynch

Ganha-se balanço para o livro - Espaço para Sonhar, coassinado por David Lynch e Kristine McKenna, ed. Elsinore - em nome das melhores recordações, como Blue Velvet (Veludo Azul) ou Mulholland Drive, como essa singular série de TV, com princípio e sempre sem fim, que é Twin Peaks. Ou até em função de "objetos" estranhos e ainda à procura de descodificação definitiva, como Eraserhead ou Inland Empire, manifestos da peculiaridade do cineasta e criador biografado. Um dos primeiros elogios que ganha corpo é de que este longo percurso, dividido entre o relato clássico construído sobretudo a partir de entrevistas a terceiros próximos e envolvidos, por um lado, e as memórias do próprio David Lynch, por outro, nunca se torna pesado, fastidioso ou redundante - algo que merece ser sublinhado se pensarmos que se trata de um volume de 700 páginas, que acompanha o "visado" desde a infância até aos dias de hoje.