Contas do Sporting: Lucros de 24.7 milhões de euros

Em comunicado enviado à CMVM, relativo ao primeiro trimestre de 2017/18, a SAD do Sporting explicou os valores dos negócios Acuña, Mathieu e Ristovski.

O Sporting anunciou, esta segunda-feira, resultados positivos de 24,748 milhões de euros no primeiro trimestre de 2017/18. As contas dos leões são positivas, ainda que muito abaixo dos 69.2 milhões de lucro do mesmo período do ano passado onde foram contabilizadas algumas das maiores transferências do clube, nomeadamente de João Mário e Slimani.

O relatório divulgado pela SAD do Sporting refere que 24,5 milhões de euros são relativos a ganhos com transferências, entre elas a de Adrien Silva para o Leicester, por 20 milhões de euros, segundo o relatório.

Já no que diz respeito às contratações, em comunicado enviado à CMVM, relativo ao primeiro trimestre de 2017/18, a SAD do Sporting explicou os valores dos negócios Acuña, Mathieu e Ristovski. "No investimento com o plantel, a Sporting SAD efetuou um esforço significativo com a aquisição dos direitos desportivos e económicos de vários jogadores, acrescendo aos que já tinha adquirido junto ao fecho da época desportiva 2016/17", refere o documento.

Depois explicam os três casos:

"Marcos Acuña pelo montante de 10.591 milhares de euros e considerado um dos promissores jogadores argentinos, tendo mesmo sido convocado para a seleção principal do seu país", pode ler-se no relatório. Um investimento que representa a segunda maior contratação de sempre do clube, só atrás da do holandês Bas Dost.

"Jeremy Mathieu pelo montante de 4.000 milhares de euros, dado que o jogador ficou livre, onde 3.000 milhares de euros é relativo a um prémio de assinatura e 1.000 milhares de euros de comissão (que poderá aumentar mediante a permanência do jogador na Sporting SAD). O prémio de assinatura envolvido permitiu uma redução do vencimento ao longo do contrato".

E "Stefan Ristovski pelo montante de 2.563 milhares de euros e considerado um jogador com grande margem de progressão. A comissão associada a este negócio permitiu a celeridade e as condições de aquisição".

A vitória no play-off de acesso à Champions significou um encaixe de dois milhões de euros e a presença na fase de grupos representou uma entrada de 12,7 ME.

O Sporting registou ainda um aumento dos proveitos operacionais face ao último período homólogo - de 4,1 para 4,9 ME.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG