Caso Carrillo. Nova acusação dos leões arrasta novela

Relator devia concluir o processo disciplinar esta quinta-feira, mas o clube fez uma nova acusação...

Ainda não é desta. O processo disciplinar instaurado pelo Sporting, a Carrillo, em outubro de 2015, devia conhecer hoje um ponto final, mas as novas acusações do clube vão arrastar o caso mais algumas semanas. E o jogador, que já tem acordo com o Benfica até 2021, vai continuar excluído e a treinar com a equipa B.

O relator tinha dado o processo disciplinar como terminado a 14 de março - dia em que o peruano foi chamado a retomar os treinos na Academia -, logo, segundo a lei, tinha 30 dias para proferir uma decisão e recomendar castigo. Ou seja até hoje: 14 de abril.

No entanto, no início da semana, os leões decidiram acrescentar mais uma acusação ao documento original e ganharam mais tempo com isso. Segundo soube o DN, Carrillo foi notificado de um aditamento ao processo, onde o extremo é acusado de se ausentar das instalações do clube sem autorização.

Em causa o dia 14 de março, dia em que terminou a proibição de frequentar as instalações e voltou à Academia. Nesse dia, segundo a versão do jogador, apresentou-se e foi deixado sozinho numa sala sem ninguém falar com ele, das 9.00 até depois do meio dia, quando decidiu abandonar o centro de treinos, em Alcochete. Mas, segundo o clube, foi Carrillo que pediu para ir para o quarto e não quis sair, tendo depois abandonado a Academia.

Agora Carrillo está acusado de abandono das instalações sem autorização e tem dez dias úteis (a contar de ontem e até 27 de abril) para responder ao aditamento.

Ontem o jogador participou num jogo treino dos juniores, frente ao Pinhalnovense, mas passará a treinar com a equipa B. Foi a primeira vez em seis meses que o atleta vestiu a camisola leonina. O internacional peruano não atuava pelos leões desde o encontro com o Rio Ave, em setembro de 2015.

Carrillo, que já se comprometeu com o Benfica até 2021, está convencido de que a sua rotina até 30 de junho, dia em que termina contrato com os leões, vai ser na Academia. A não ser que seja chamado à seleção para a Copa América, o que se afigura como improvável.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG