Selecionador de futebol feminino quer Portugal de nível para fazer história

Seleção feminina joga esta terça-feira encontro decisivo com a Roménia para conseguir o apuramento para o Euro 2017

O selecionador português de futebol feminino considerou esta segunda-feira que Portugal vai ter de estar "ao mais alto nível" na segunda mão do 'play-off' de acesso ao Euro2017 para superar a "boa organização defensiva da Roménia".

Em conferência de imprensa, já em Cluj, Francisco Neto assumiu que não foi surpreendido pela Roménia na primeira mão disputada no estádio do Restelo, na sexta-feira: "Criámos algumas oportunidades, mas não conseguimos concretizar. Amanhã (terça-feira) estamos à espera de um jogo muito difícil, tendo em conta a boa organização defensiva da Roménia. Portugal vai ter de estar ao mais alto nível para fazer história e marcar presença do Euro2017".

O selecionador português considerou que a seleção romena é "uma equipa forte a defender" e que foi "na base da boa estrutura que tem no processo defensivo que sustentou os resultados que alcançou na fase de qualificação".

A hipótese do recurso aos penáltis para decidir quem vai à fase final do Euro2017 foi ponderada por Francisco Neto: "Treinámos os penáltis, logicamente, e estamos preparados para isso, mas o nosso objetivo é resolver o jogo sem ter de o levar para os penáltis".

A internacional Carolina Mendes relevou a importância do jogo e considerou que Portugal "tem condições para fazer história" e levar o futebol feminino português "aonde merece estar, que é no Euro2017".

A seleção portuguesa defronta na terça-feira, a partir das 18:00, a Roménia, em Cluj, em jogo da segunda mão do 'play-off' de acesso ao Euro2017 e poderá alcançar um feito inédito se garantir a presença na fase final que se disputa nos meses de julho e agosto, na Holanda.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG