André Silva: "Considero Portugal mais forte do que Marrocos"

O avançado do AC Milan admitiu esta segunda-feira que considera a seleção nacional "mais forte do que Marrocos", mas avisou para a imprevisibilidade que são os desafios num Mundial.

"Considero Portugal mais forte do que Marrocos e várias outras seleções, mas não quero estar a dizer que vamos vencer, que vai ser fácil. Temos todo o respeito por todas as seleções. Todos os jogos são difíceis, ainda por cima num Mundial. Mentiria se não dissesse que não éramos mais fortes", assumiu André Silva.

O avançado foi suplente na estreia de Portugal no Mundial 2018, com empate 3-3 com a Espanha em Sochi, com um hat-trick de Cristiano Ronaldo, porém deve recuperar um lugar no eixo do ataque ao lado do capitão, com quem jogou toda a fase de qualificação.

A equipa das quinas é quarta do ranking FIFA, enquanto Marrocos está em 41.º lugar.

"Visto que no primeiro jogo perderam, irão dar tudo. Não têm outra solução, vão ter der jogar o máximo para vencer", justificou, após a derrota dos norte-africanos por 1-0 com o Irão de Calos Queiroz.

O avançado ao AC Milan, que entrou aos 80 minutos no embate com a Espanha, assume que não vai ser fácil e não é só pelo facto de 17 futebolistas terem nascido na Europa e estarem habituados à competitividade dos campeonatos do Velho Continente.

"Na fase de qualificação não sofreram nenhum golo e neste encontro com o Irão o resultado podia ter sido diferente. Acredito que o encontro poderá ser de máxima dificuldade, no entanto esperamos que Portugal saia do desafio a sorrir", completou.

André Silva não coloca Portugal no lote dos favoritos a conquistar o torneio e defende que não há vantagens antecipadas em qualquer partida, mesmo alinhando pelo quarto do ranking FIFA contra um rival que é apenas 41.º.

"Já nos estão a dizer quão difícil vai ser passar pela equipa e defesa, mas penso que o que temos de fazer é confiar em nós e no nosso trabalho. Apesar das dificuldades, vamos encontrar um jeito", acrescentou.

Mehdi Benatia é um dos esteios da defesa de Marrocos, um rival "forte", contudo, para o ponta-de-lança, que já o defrontou, não é intransponível.

"Não é por acaso que joga na Juventus. Se fizermos o nosso jogo, concentrados, e mostrarmos a nossa qualidade toda, coletiva e individual, vamos conseguir passar pelos defesas, pela equipa de Marrocos", confia.

Portugal e Marrocos defrontam-se quarta-feira no estádio Luzhniki, em Moscovo, às 15.00, 13.00 em Lisboa.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG