Seleção nacional feminina joga com a Rússia de olhos postos no europeu

Portugal procura a segunda presença na segunda maior prova de seleções. Vanessa, Diana e Jéssica são baixas devido a restrições de voos.

A seleção portuguesa de futebol feminino recebe na sexta-feira (18.30) a credenciada Rússia, num jogo da primeira mão dos play-offs de apuramento para o Europeu de Inglaterra, adiado para 2022 devido à pandemia da covid-19.

No Estádio do Restelo, em Lisboa, Portugal vai tentar inverter o histórico com as russas, que ganharam todos os sete confrontos diretos - dois oficiais e há mais de uma década, na corrida ao Mundial de 1999. O segundo jogo é em Moscovo, na próxima terça-feira (15.30).

A Rússia esteve presente em cinco dos últimos seis Europeus (1997, 2001, 2009, 2013 e 2017) e já participou em dois Mundiais (1999 e 2003), enquanto as portuguesas procuram a segunda presença num campeonato da Europa, depois da estreia em 2017 (ficou na fase de grupos).

Portugal não pode contar com Vanessa Marques (Ferencvaros), Diana Silva (Aston Villa) e Jéssica Silva (Lyon), devido as restrições de voos. O ataque está, assim, muito desfalcado, ao contrário do setor defensivo - liderado por Ana Borges, Sílvia Rebelo, Carole Costa e Joana Marchão, mais as médias defensivas Dolores Silva e Fátima Pinto.

A fase final do Europeu de 2022 realiza-se em Inglaterra, de 6 a 31 de julho, e, além da seleção anfitriã, já se qualificaram Países Baixos, Dinamarca, Noruega, Espanha, Finlândia, Suécia, França, Bélgica, Alemanha, Islândia, Áustria e Itália.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG