Rui Jorge completa lote de jogadores para Seleção Olímpica que vai defrontar México

Selecionador revelou os 14 jogadores que se irão juntar aos nove já chamados

O selecionador português de sub-21 em futebol, Rui Jorge, revelou na quinta-feira a lista de jogadores que vai integrar a Seleção Olímpica que vai defrontar a congénere do México, na segunda-feira, em Angra do Heroísmo.

Após o jogo de quinta-feira dos sub-21 frente ao Liechtenstein, que Portugal venceu por 4-0, Rui Jorge revelou que 14 jogadores se irão juntar aos nove que já estavam chamados anteriormente: José Sá (Marítimo), Afonso Figueiredo (Boavista), Hugo Basto (Arouca), Nélson Semedo (Benfica), Ricardo Esgaio (Sporting), Tiago Ilori (Liverpool/Ing), João Carlos (Liverpool/Ing), Lucas João (Sheffield Wednesday/Ing) e Ricardo Pereira (Nice/Fra).

Dos que atuaram com os sub-21, transitam os seguintes 14 jogadores: Diogo Costa (FC Porto), Miguel Silva (Vitória Guimarães), Edgar Ié (Villarreal CF/Esp), Leandro Silva (Académica), Tobias Figueiredo (Sporting), Bruno Fernandes (Udinese/Ita), Francisco Ramos (FC Porto), Rúben Neves (FC Porto), Jota (Paços de Ferreira), Gelson Martins (Sporting), Gonçalo Guedes (Benfica), Hélder Costa (Mónaco/Fra), Iuri Medeiros (Moreirense) e Ricardo Horta (Málaga/Esp).

Ao sítio da Federação, Rui Jorge explicou que a convocatória para a Seleção Olímpica estava definida e que a decisão da saída de alguns jogadores dos sub-21 não esteve relacionada com o jogo em que Portugal bateu o Liechtenstein, a contar para a fase de qualificação para o Europeu da categoria.

Dos convocados para os sub-21 saíram Bruno Varela, Rafa Soares, Rúben Semedo, Rony Lopes, Tomás Podstawski, André Silva, Bruma, Carlos Mané e Gonçalo Paciência.

O primeiro da Seleção Olímpica realiza-se pelas 17:00 locais (18:00 em Lisboa), no Complexo Desportivo do Lajedo, em Ponta Delgada.

Exclusivos

Premium

Legionela

Maioria das vítimas quer "alguma justiça" e indemnização do Estado

Cinco anos depois do surto de legionela que matou 12 pessoas e infetou mais de 400, em Vila Franca de Xira, a maioria das vítimas reclama por indemnização. "Queremos que se faça alguma justiça, porque nunca será completa", defende a associação das vítimas, no dia em que começa a fase de instrução do processo, no tribunal de Loures, que contempla apenas 73 casos.