Rui Costa: "Ninguém sai ilibado, nem atira a toalha ao chão"

Administrador da SAD do Benfica analisou a primeira volta da I Liga e mandou alguns recados para dentro e para fora do clube.

A derrota no dérbi (1-0) com o Sporting deixou o Benfica a nove pontos da liderança e abriu uma ferida para os lados da Luz. Rui Costa analisou a primeira metade da época em entrevista à BTV e aproveitou para deixar uma mensagem. "Compreendo que para muita gente possa ser estranho. Estamos a nove pontos do primeiro, mas é expressamente proibido no Benfica, a uma jornada de terminar a primeira volta, alguém pensar que o campeonato está acabado. Esta mensagem não é só para dentro, é também para fora. Não estamos na posição que queremos estar, mas estamos longe de atirar a toalha ao chão. Nem nos jogos amigáveis o Benfica pode entrar para um campo sem ser para ganhar", defendeu o administrador da SAD.

E, nesse sentido, disse ser preciso olhar para o umbigo: "Fomos nós que nos colocámos nesta posição, somos nós que temos de sair dela. Como? O adepto faz conta aos nove pontos para o primeiro, perdemos a Supertaça, a Taça da Liga e saímos da Liga dos Campeões. É este assumir de responsabilidade que quero fazer e não justificar com muitas das coisas que fizeram que chegássemos a este ponto."

Lembrando que "a responsabilidade não é de uma pessoa só" e que "ninguém sai ilibado", Rui Costa avisou que "ninguém está autorizado a mandar a toalha ao chão". E que é neste momento que se vê quem tem a capacidade de representar um clube como o Benfica: "Vamos ver os homens que temos dentro de casa e dar a volta. Temos tempo para o fazer. São nove pontos, parece impossível, mas ainda há uma segunda volta."

Sobre a pouca intervenção pública em questões de arbitragem, Rui Costa explicou que a nova política passa por aí, embora tenha abordado o caso de Palhinha (Sporting), que foi despenalizado antes do dérbi. "Abriu-se um precedente extremamente perigoso. O facto de não falarmos todos os dias, a criticar e a gritar, não significa que estamos desatentos. O facto de não termos nenhum penálti não é algo que nos passe ao lado. Temos tentado respeitar todas as entidades, se isso não basta, se calhar temos de fazer como os outros e mudar o rumo", avisou Rui Costa, revelando que "Jesus está a recuperar bem" da covid-19 , lembrando que perante a pandemia tudo é secundário.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG