Rúben Amorim volta a contar com Paulinho após a covid-19

O treinador do Sporting admitiu a possibilidade de o avançado jogar esta noite em Barcelos, com o Gil Vicente, apesar de não estar com os colegas há dez dias por causa de uma infeção de covid-19.

Rúben Amorim, treinador do Sporting, adiantou esta sexta-feira que Paulinho está convocado para a visita ao Gil Vicente, este sábado (20.30, SportTV 1), mas não garantiu a titularidade do avançado, ao contrário do jovem defesa Gonçalo Esteves, que vai estrear-se na I Liga.

Na conferência de imprensa de antevisão do jogo da 15.ª jornada, Ruben Amorim foi taxativo ao revelar que Paulinho, que esteve infetado com o novo coronavírus, "deve ter alta e está na convocatória", mas admitiu que "tem de esperar por amanhã [sábado]" para saber se vai ser titular.

Já sobre o jovem lateral direito Gonçalo Esteves, de apenas 17 anos, o técnico não teve "problema nenhum em dizer" que "vai ser titular", uma vez que "está preparado, recuperou bem e tem muitos colegas que o ajudam".

"Vai ser a nossa opção para o lado direito. A meu ver, não é risco nenhum, é uma oportunidade para ele. E quando falhar, estará lá o central do lado direito para o ajudar. Ele precisa de oportunidades, vai ter de falhar e não tem falhado muito. Tem muito talento e até pode ser decisivo para nós nalgum momento, ofensivamente e defensivamente", justificou Amorim.

A solidariedade entre os jogadores da equipa ajuda também a explicar o regresso de Paulinho às opções, no próprio dia em que deverá ter alta, apesar de não ver os companheiros há 10 dias, período em que esteve em isolamento por estar infetado com o coronavírus.

"A ligação que eles têm entre todos, ajuda muito. Já conhece os colegas de olhos fechados, as rotinas da equipa também dão segurança, portanto não tenho grande preocupação com ele. É um jogador muito maduro, vive um bom momento no Sporting e vamos tentar aproveitar isso. Se estiver bem fisicamente, como o Coates esteve, se tiver de ajudar a equipa, eles estão sempre prontos", elogiou.

Outra incógnita nas opções do técnico é João Palhinha, que regressou aos treinos esta semana, após uma lesão muscular contraída no final de novembro, frente ao Tondela, em vésperas do dérbi contra o Benfica. Rúben Amorim não deu pistas sobre se o médio irá ser convocado ou jogar, mas encontrou uma justificação para a "recuperação rápida" nos últimos dias: a evolução de Manuel Ugarte, que substituiu Palhinha naquela posição.

Questionado sobre qual o jogador do plantel que mais o tem surpreendido esta época, Amorim admitiu que a prestação do médio uruguaio desde que entrou na equipa "surpreendeu até o treinador" e "não querendo dizer um nome, mas dizendo este [Ugarte], foi o jogador que surpreendeu bastante nas últimas semanas". "E foi bom, até porque o Palhinha estava muito confortável e agora já não está. Daí a recuperação rápida do Palhinha nos últimos dias. E isto faz crescer a equipa, que é mais forte assim", analisou o técnico, sem esconder um sorriso divertido quando insinuou o motivo da rápida recuperação do internacional português.

Mas para além das individualidades, Amorim fez questão de aproveitar um elogio do treinador do Gil Vicente, Ricardo Soares, para desviar-se um pouco do foco da pergunta e voltar a "chamar a atenção dos jogadores" para a importância da intensidade em Barcelos. "Em Penafiel desligámos um bocadinho da intensidade e tivemos problemas com uma equipa da II Liga. Olhando para o Gil Vicente, para a qualidade dos homens da frente, a velocidade que têm, se não controlarmos as saídas, se perdermos a bola facilmente, vão criar-nos muitos problemas e não vamos ganhar em Barcelos. Portanto, temos de ser muito intensos", alertou o treinador dos 'leões'.

O Sporting visita este sábado o Gil Vicente, em partida da 15.ª jornada da I Liga, com início marcado para as 20.30 horas, no Estádio Cidade de Barcelos e com arbitragem de Tiago Martins (Lisboa).

A equipa orientada por Ruben Amorim vai tentar distanciar-se na liderança da tabela, à condição, uma vez que o FC Porto, que lidera com os mesmos 38 pontos que os leões, e o Benfica, que tem menos quatro pontos, só entram em campo no domingo para defrontar Vizela e Marítimo, respetivamente.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG