Rúben Amorim: "Não temos dinheiro para ir buscar o Ricardo Horta"

O Sp. Braga recebe o Sporting, este domingo às 18.00 horas. Antes da partida para o Minho, o treinador leonino disse não ser possível contratar Cristiano Ronaldo ou a estrela bracarense que o Benfica quer.

Três jogos, três vitórias para... Rúben Amorim. É este o saldo das últimas visitas do Sporting a Braga para a I Liga. Quis o sorteio que as duas equipas se encontrassem logo na primeira jornada da edição de 2022-23 do campeonato, estando o pontapé de saída marcado para este domingo à tarde, às 18.00 (SportTV1), na Pedreira, com arbitragem do leiriense Fábio Veríssimo.

O atual treinador dos leões venceu os últimos duelos realizados na cidade minhota para o campeonato, sendo que um foi ao serviço do Sp. Braga e os outros dois no comando técnico do Sporting. Na hora do regresso à casa que o viu nascer como treinador da I Liga, Rúben Amorim assumiu que utilizou a pré-época para preparar o jogo desta tarde. "É um início de campeonato difícil, mas também sabemos que pode ser um início bom", começou por dizer, garantindo que a sua equipa tem "capacidade para vencer qualquer equipa em Portugal". Contudo, para isso quer que os seus jogadores estejam focados "no que têm de fazer". "Olhando para o calendário, aquilo que pensei é que pode ser um início de um excelente campeonato", atirou.

Na antevisão à primeira partida oficial da época, o treinador leonino abordou as questões relacionadas com o mercado, tendo negado a possibilidade receber no seu plantel Cristiano Ronaldo - "parece-me que vai continuar no Manchester United" - e Ricardo Horta, jogador que interessa ao Benfica. "Não tentámos ir buscar o Ricardo Horta porque não temos dinheiro", revelou, estando convencido que o atacante será uma das armas do Sp. Braga para o jogo com os leões. Amorim justificou ainda que a possível saída de Bruno Tabata para o Palmeiras é um "esforço para se manter jogadores como Matheus Nunes", admitindo que com isso "é prejudicada a profundidade do plantel", razão pela qual terá de "apostar em jovens da equipa B".

A grande novidade revelada pelo treinador do Sporting tem a ver com a recuperação do guarda-redes Antonio Adán, que está convocado para o jogo de Braga. "Recuperou rapidamente, fez todos os possíveis para jogar e, nesse aspeto, , é um jogador especial. Forçou muito para estar na convocatória e para ser opção", explicou. Já nas contas do título, Rúben Amorim realçou que "o Benfica está bem e a marcar muitos golos" e é um dos candidatos como o Sporting e o FC Porto, que "é o campeão e parte um bocadinho à frente".

Artur Jorge prevê equilíbrio

O treinador do Sporting de Braga está convencido que será um jogo "equilibrado", mas deixou bem clara a ambição de vencer a partida. "Vão estar duas boas equipas em confronto, com ambições altas para a temporada. Temos respeito pelo Sporting, sabemos da sua valia, mas temos noção do que podemos fazer enquanto equipa. Vamos procurar ganhar", disse Artur Jorge, que tem todo o plantel disponível.

O técnico de 50 anos deixou a garantia de que o Sp. Braga será "seguramente uma equipa ambiciosa ao longo o campeonato". "Parece-me prematuro, nesta altura, determinar metas para o que queremos atingir, temos é que ser competitivos e competentes em todos os jogos para atingir o objetivo que temos internamente", frisou.

Quanto aos quatro reforços já assegurados para esta época - o defesa-direito espanhol Victor Gómez (Espanyol), o defesa-central francês Niakaté (Guingamp), o ponta-de-lança francês Simon Banza (Famalicão) e o extremo mexicano Diego Lainez (Betis) - garantiu que foram escolhidos por si. "Tive a oportunidade de ver muitos jogadores, foi-me facultada uma base de dados para percebermos que posições e jogadores queríamos. Acredito muito nesses quatro jogadores, têm uma margem de progressão muito interessante", avaliou Artur Jorge, que vai poder contar com Ricardo Horta, que continua a ser pretendido pelo Benfica. "Temos reforços para dotar a equipa de mais valias. Não sinto qualquer tipo de pressão, mas sinto uma equipa capaz de estar preparada para dar resposta", acrescentou.

*com agências

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG