Rio Ave demarca-se das suspeitas de manipulação de resultados

Clube de Vila do Conde fala em esclarecimento tardio do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa

O Rio Ave demarcou-se esta taerça-feira das suspeitas de manipulação de resultados no encontro de segunda-feira com o Feirense, da 20.ª jornada da I Liga de futebol, e considerou que o esclarecimento da Santa Casa da Misericórdia pecou por tardio.

"Nas horas que antecederam o jogo com o Feirense, o Rio Ave foi surpreendido pelas notícias que veiculavam a tomada de posição do Departamento de Jogos da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (DJSCML) em suspender as apostas referentes a esta partida", começa por dizer o comunicado da equipa de Vila do Conde.

A nota explica que a direção, a equipa e respetivo 'staff' se encontravam em estágio para o jogo quando tomaram conhecimento, através da imprensa e redes sociais, do cancelamento das apostas no encontro da 20.ª jornada da I Liga, e das suspeitas de manipulação de resultados.

"O Rio Ave considera que o esclarecimento do DJSCML foi útil, mas tardio, já que na nossa perspetiva o mesmo deveria ter sido simultâneo à suspensão das apostas em causa, não permitindo alarmismos e esclarecendo a opinião pública e a imprensa", acrescenta.

O clube salienta que tem orgulho em ter nos seus quadros "atletas e profissionais íntegros e competentes, acima de qualquer suspeita, que diariamente são, como é do reconhecimento público, excelentes agentes promotores do desporto e do futebol em Portugal, bem como exemplos de cidadania".

"O Rio Ave demarca-se deste e qualquer assunto que desvirtue ou ponha em causa a verdade desportiva", diz o comunicado.

Os vila-condenses condenaram ainda a imprensa que, "ao noticiar o caso da forma como o fez, apresentando-o como ato passível de manipulação ou viciação de resultados", contribuiu para "um alarmismo geral, pondo em causa a honra, honestidade e integridade dos profissionais e instituições envolvidos".

Uma hora após anunciar o cancelamento das apostas, o DJSCML explicou, em comunicado, que suspendeu as apostas no Feirense-Rio Ave devido ao "volume atípico de apostas registados e ao risco financeiro envolvido".

O Feirense venceu o encontro, disputado no Estádio Marcolino Castro, em Santa Maria da Feira, por 2-1.

Exclusivos

Premium

Nuno Severiano Teixeira

"O soldado Milhões é um símbolo da capacidade heroica" portuguesa

Entrevista a Nuno Severiano Teixeira, professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e antigo ministro da Defesa. O autor de The Portuguese at War, um livro agora editado exclusivamente em Inglaterra a pedido da Sussex Academic Press, fala da história militar do país e da evolução tremenda das nossas Forças Armadas desde a chegada da democracia.

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Dos pobres também reza a história

Já era tempo de a humanidade começar a atuar sem ideias preconcebidas sobre como erradicar a pobreza. A atribuição do Prémio Nobel da Economia esta semana a Esther Duflo, ao seu marido Abhijit Vinaayak Banerjee e a Michael Kremer, pela sua abordagem para reduzir a pobreza global, parece indicar que estamos finalmente nesse caminho. Logo à partida, esta escolha reforça a noção de que a pobreza é mesmo um problema global e que deve ser assumido como tal. Em seguida, ilustra a validade do experimentalismo na abordagem que se quer cada vez mais científica às questões económico-sociais. Por último, pela análise que os laureados têm feito de questões específicas e precisas, temos a demonstração da importância das políticas económico-financeiras orientadas para as pessoas.