Atletas da Suécia recusam Aldeia Olímpica como está

Pelo menos dois atletas suecos saíram da Aldeia Olímpica, pagando a alimentação e dormida do seu próprio orçamento

Depois de várias delegações, como Austrália, Argentina ou até Portugal num primeiro momento, foi agora a vez da comitiva sueca criticar as condições da Aldeia Olímpica, no Rio de Janeiro, com queixas sobre o estado das casas de banho, da limpeza e da falta de acabamentos. Alguns atletas da comitiva abandonaram mesmo a Aldeia e instalaram-se em condomínios próximos do Parque Olímpico até os problemas serem resolvidos, relata o Globo.com.

O Comité Rio-2016, por seu lado, nega que os atletas tenham desistido de ficar na Vila dos Atletas. Segundo os media brasileiros, o que aconteceu foi que dois atletas, um de canoagem e outro de ginástica, foram até ao local por iniciativa própria, viram as más condições e prosseguiram para um hotel, onde ficarão até que a Aldeia Olímpica seja arranjada.

A situação foi descrita ao jornal sueco Expressen pelo dirigente do Comité Olímpico da Suécia Peter Reinebo: "Tudo é recém-construído, mas ainda não está tudo pronto. Existem problemas com parte da infraestrutura das casas. Não há agua quente em todos os apartamentos e nem todos os sistemas de esgoto funcionam", disse, citado pelo ESPN Brasil. "É uma batalha de tempo, mas acho que vai dar tudo certo. Dentro de três ou quatro dias acho que eles recuperam"

Também a comitiva da Bielorrússia, que fez várias queixas sobre as condições no local, divulgou fotografias do estado dos apartamentos no site oficial do respetivo comité olímpico.

O Comité Olímpico Argentino, por exemplo, reservou alojamentos fora da Vila Olímpica para parte da delegação, até que os problemas nas instalações elétricas e de águas de dois dos cinco andares sejam resolvidos.

O Comité Rio 2016 deixou a promessa de que a Aldeia Olímpica estará finalizada na quinta-feira, dia 28. Segundo a imprensa local, uma verdadeira comitiva de canalizadores, eletricistas e empregados de limpeza foi mobilizada para acabar obras e limpezas a tempo.

(Notícia atualizada: precisa que foram atletas suecos que recusaram as instalações antes de serem reparadas e acrescenta declarações do Comité Olímpico sueco)

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG