Quénia já não faz parte dos países incumpridores do código antidopagem

Organismo mundial de combate ao doping tinha aconselhado a adaptação às suas regras antidopagem, levando o Quénia a adotar uma nova lei

A Agência Mundial Antidopagem (AMA) anunciou hoje ter retirado o Quénia da lista de países incumpridores do Código universal, na qual figuram ainda a Rússia, o México e a Espanha.

A decisão foi anunciada no Rio de Janeiro, na véspera do início dos Jogos Olímpicos Rio2016, que se realizam de 05 a 21 de agosto.

Em junho, o Comité Olímpico Internacional (COI) convocou uma cimeira para estudar "a situação dos países considerados incumpridores" pela AMA, indicando que as deficiências detetadas nos procedimentos de países como o Quénia e a Rússia levantavam sérias dúvidas sobre a presunção de inocência dos atletas daqueles países.

O organismo mundial de combate ao doping tinha estabelecido um prazo para que o Quénia adaptasse o seu código antidopagem às regras do organismo internacional, sob pena de os atletas quenianos serem impedidos de participar no maior evento desportivo mundial.

Na mesma altura, o Quénia - a maior potência mundial do atletismo de fundo - adotou uma nova lei antidopagem, em linha com os novos procedimentos antidoping do COI.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG