Pugilista da Namíbia detido por assédio sexual na aldeia olímpica

Porta-estandarte da delegação da Namíbia terá tentado violar empregada da aldeia olímpica e ofereceu-lhe dinheiro em troca de sexo

Jonas Junius, um pugilista da Namíbia de 22 anos, foi preso esta segunda-feira por suspeitas de assédio sexual na aldeia olímpica.

Segundo O Globo, que cita fonte da Polícia Civil brasileira, o atleta detido foi o porta-estandarte da delegação olímpica da Namíbia na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos do Rio. Terá tentado agarrar e beijar uma empregada de limpeza da aldeia olímpica, oferecendo-lhe ainda dinheiro em troca de sexo. A vítima conseguiu escapar da tentativa de agressão e avisou de imediato a polícia.

Jonas Junius foi levado para o Complexo Penitenciário de Bangu e já não deverá combater contra o francês Hassan Anzille. O combate estava marcado para a próxima quinta-feira, dia 11 de agosto.

Na semana passada, dia 5, o pugilista marroquino Hassan Sada foi preso por suspeita de assediar duas empregadas da aldeia olímpica e ficou detido temporariamente, tendo falhado a competição.

Exclusivos

Premium

Contramão na autoestrada

Concessionárias querem mais formação para condutores idosos

Os episódios de condução em sentido contrário nas autoestradas são uma realidade recorrente e preocupante. A maioria envolve pessoas idosas. O tema é sensível. Soluções mais radicais, como uma idade para deixar de conduzir, avaliação médica em centros específicos, não são consensuais. As concessionárias das autoestradas defendem "mais formação" para os condutores acima dos 70 anos.