Real Madrid quer Rafael Leão e acena com 120 milhões de euros

Avançado português pode deixar o AC Milan depois de ser campeão italiano. Merengues não são os únicos interessados.

Rafael Leão promete agitar o mercado de verão de transferências e ser protagonista de um leilão, que o pode colocar como um dos jogadores mais caros da história do futebol português. O avançado, de 22 anos foi hoje colocado na agenda do Real Madrid pela La Gazzetta dello Sport, por 120 milhões de euros... valor que supera os 112 que a Juventus pagou por Cristiano Ronaldo e fica apenas a seis milhões do valor pago pelo At. Madrid por João Félix (126).

Segundo o DN apurou, o Real Madrid é uma possibilidade para Leão, assim como o pode ser o Barcelona, o Manchester United e o Bayern Munique... além do AC Milan, que pretende renovar com o jogador que mais contribuiu para a conquista do título e foi eleito o melhor jogador do Calcio.

O ex-Sporting é agora um valioso peão num tabuleiro que já não conta com Kylian Mbappé e que Jorge Mendes promete mexer com cuidado e da forma mais rentável possível, uma vez que o jogador foi condenado a pagar uma indemnização ao Sporting no valor de 16, 5 milhões de euros.

Rafael Leão era o principal candidato ao lugar de Mbappé no PSG - o AC Milan recusou 70 milhões de euros -, mas a surpreendente e polémica renovação do internacional francês deixou a oferta sem efeito. Mas por outro lado libertou a vaga no Real Madrid, clube que procura parceria para Karim Benzema desde a saída de CR7.

Mas há mais interessados e Leão terá sempre uma palavra a dizer. O Barcelona quer contratar Robert Lewandowski e se o conseguir o Bayern Munique fica sem goleador e pode avançar para o português... que também pode ser solução para os catalães se falharem a contratação do polaco. Isto sem esquecer o Manchester United, que procura um avançado de topo e o clube espera que Ronaldo e Jorge Mendes o puxem para os red devils.

O AC Milan também entra nesta equação... mas em desvantagem. O clube quer rentabilizar o investimento feito em 2019, quando pagou 29,5 milhões de euros pelo passe do avançado que era do Lille (que ficou com direito a receber 15% do valor de uma futura venda). Valor que agora pode quadruplicar. Além disso, manter Leão implica renovar com ele até 2026, aumentar o ordenado para mais de cinco milhões /época e pagar um chorudo prémio de assinatura, que ajude a atenuar o valor da indemnização que o avançado tem de pagar ao Sporting - seja quem for que ganhe a corrida, o valor da rescisão estará sempre implicada.

Há dias, o Tribunal de Milão ordenou a penhora de 20% do salário (300 mil euros) de Rafael Leão para pagar a dívida ao Sporting. Mas como o Tribunal Arbitral do Desporto (TAS) considerou que o Lille também é "responsável solidário" pelo pagamento da indemnização, a venda também é do interesse dos franceses, até porque têm direito a 15% de uma futura venda.

isaura.almeida@dn.pt

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG