Que comece o rali!

A piloto portuguesa de Todo-o-Terreno escreve uma crónica diária no DN.pt durante o Rali Oilybia de Marrocos, que decorre entre os dias 4 e 10 de outubro e no qual compete na categoria de camiões

Hoje a assistência teve um dia mais descansado, embora o Jorge tenha tido de se levantar de madrugar para ir ao briefing dos Team Managers. O que acontece é que temos de atravessar toda a cidade para chegar ao Complexo Desportivo de Fez onde todas estas coisas acontecem, e demora-se a lá chegar. No briefing foram-lhe dadas algumas indicações em relação ao procedimento das assistências e algumas novas regras de regulamento...alguns assuntos são controversos e, por isso surgiram dúvidas e discussões... o ambiente tornou-se algo tenso.

Quando chegou ao pé de nós, pelas 11:00, vinha um pouco em stress com as novas que trazia. Por exemplo: o tempo da primeira ligação de amanhã é demasiado curto e, por isso, autorizam-se todos os veículos de corrida a rolarem a 110km/h incluindo os camiões de modo a chegarem a tempo ao início do percurso cronometrado. Um pouco estranho, não?! Um segundo exemplo: no dia da etapa sem assistência não foi contemplado o tempo para o abastecimento. O que significa que cada um terá de abastecer no tempo dado para a ligação o que o pode tornar insuficiente e levar a atrasos e, consequentemente, a penalizações.

Enfim... a equipa terá de se adaptar a novas regras.

Almoçámos demasiado cedo para chegarmos a tempo ao Parque de Trabalho pois hoje foi dia de prólogo. Depois deste, pequenos trabalhos de manutenção e o camião fica pronto para o dia seguinte.

Amanhã começa mesmo a corria e um muito longo dia nos espera.
Espero-vos amanhã com mais histórias para contar.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG