Quaresma e CR7 juntos no Sporting? "Vamos acabar aos 50, não?!"

Extremo do Besiktas confessou esta quarta-feira, que jamais esquecerá a conquista do título europeu com a seleção nacional.

O título europeu conquistado com a seleção nacional, fez Ricardo Quaresma sentir que chegou ao topo profissional. "É um feito histórico, que jamais esquecerei. Não se pode esquecer um título destes. Podes ganhar muitos títulos pelo clube, até a Liga dos Campeões, mas pelo teu país é algo especial. Sou um jogador realizado", disse o internacional português, num evento promovido pela Nike, em torno do lançamento das novas chuteiras do amigo Cristiano Ronaldo.

Sobre o Mundial2018, Quaresma avisa que "o mais importante é chegar" à Rússia: "Nesta fase é o mais importante. Queremos ganhar os jogos todos para passar em primeiro. Quando estivermos no Mundial, aí sim, podemos pensar em ganhar e fazer o que fizemos no Europeu."

Questionado se tenciona jogar até aos 40 anos, tal como Ronaldo, Quaresma respondeu, que enquanto se sentir bem e com força para ajudar o clube e a seleção continuará a jogar: "Quando eu sentir que o meu corpo já não vai, acabo, pois não vou arrastar-me por nada nem por ninguém."

E será possível ver Quaresma e Ronaldo lado a lado, a acabar a carreira? Talvez no Sporting... "Ele ainda agora renovou cinco anos com o Real. Vamos acabar aos 50, não?! É difícil", respondeu o extremo do Besiktas.

Quaresma admitiu ainda que o seu talento nem sempre teve o melhor aproveitamento. Umas vezes por culpa do próprio, outras, nem tanto. "Às vezes vai da mentalidade do treinador. Podes ter muito talento, mas se não tens a confiança de quem manda na equipa, a bola bate na canela e sai. Quando tens a confiança do treinador a bola bate em todo o lado e entra", justificou extremo.

E o mais importante, segundo ele, é que hoje é um homem realizado: "Realizei os meus sonhos todos. Ganhei o que tinha a ganhar, a minha família está estável."

Exclusivos