Mais um caso de doping no dia em que Alemanha e Canadá partilharam a medalha de ouro

Alemães e canadianos empataram na final de dupla de bosbeigh. Jogador russo de curling acusou consumo de substâncias dopantes.

Duas medalhas de ouro na mesma prova e um possível caso de doping de um medalhado russo, que compete sob bandeira neutra, marcaram a jornada desta segunda-feira dos Jogos Olímpicos de Inverno, em PyeongChang (Coreia do Sul)-

Na prova de bobsleigh de dois, Alemanha e Canadá levaram uma medalha de ouro cada, depois de as duplas Francesco Friedrich/Thorsten Margis, Justin Kripps/Alexander Kopacz terem terminado a prova empatadas com o tempo de 3.16,86 minutos. Com alemães e canadianos lado a lado, no 1.º lugar do pódio, não houve lugar há atribuição de medalha de prata. A Letónia, que acabou a cinco centésimos do 1.º, ficou com o bronze.

Nas outras finais do dia, a Noruega consolidou a liderança do medalheiro olímpico de PyeongChang 2018 - com 28 medalhas, 11 de ouro (à frente da Alemanha, que leva 20, dez de ouro). Nos 500 metros de patinagem de velocidade, Havard Lorentzenm líder da Taça do Mundo, arrecadou o ouro na prova, com apenas um centésimo de segundo de avanço sobre o sul-coreano Cha Min Kyu. E nos saltos de esqui por equipas masculinas, o quarteto norueguês conquistou o ouro, seguido da Alemanha e da Polónia.

De resto, a competição voltou a ser ensombrada, esta segunda-feira, por um caso de doping: foi aberto um processo ao jogador russo de curling Aleksandr Krushelnitckii, que, juntamente com a mulher, Anastasia Bryzgalova, conquistou a medalha de bronze na prova de pares mistos. Sem precisar a substância detetada, o Tribunal Arbitral do Desporto e o Comité Olímpico Internacional (COI) anunciaram a abertura de um procedimento contra Krushelnitckii, um dos 168 russos autorizados a competir na Coreia do Sul, sob bandeira neutra (devido à suspensão do Comité Olímpico Russo, por causa do esquema de doping sistemático no país).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG