PSG goleia Bordéus por 6-2 com dois golos de Neymar, de livre e penálti

Brasileiro marcou de grande penalidade e foi abraçar o uruguaio

O Paris Saint-Germain goleou (6-2) hoje em casa o Bordéus, terceiro classificado, e abriu uma vantagem de três pontos para o campeão Mónaco, após um encontro da oitava jornada em que Neymar 'bisou', de livre direto e penálti.

Depois de falhar a ronda anterior (0-0 em Montpellier), o internacional brasileiro deu início à goleada aos cinco minutos com a execução soberba de um livre a 30 metros da baliza, em cujo canto superior esquerdo colocou a bola, num remate indefensável.

A polémica que rebentou no recente jogo com o Lyon, em que Neymar e o uruguaio Edinson Cavani se travaram de razões para serem eles a bater livres e penáltis, parece superada, tendo em conta que o brasileiro teve hoje primazia na cobrança desse tipo de faltas, de que resultaram, de resto, dois golos, o primeiro e o quarto.

Aliás, o segundo golo de autoria de Cavani, aos 17 minutos, resultou de uma assistência de Neymar, a isolar o seu companheiro na área.

A entrada forte do PSG no jogo 'dinamitou' a organização defensiva e a estratégia do Bordéus para este jogo, pois aos 21 minutos já vencia por 3-0, com o terceiro golo a ser marcado pelo belga Thomas Meunier, e tinha o jogo resolvido.

O Bordéus ainda reduziu para 3-1, aos 31 minutos, pelo médio senegalês Younousse Sankhare, mas o 'rolo compressor' do PSG não deu a mínima hipótese aos visitantes, que saíram para o intervalo com um pesado 5-1 nas costas, na sequência de mais dois golos, aos 40 e aos 45 minutos, marcados Neymar e o alemão Julien Draxler.

A segunda parte serviu apenas para o PSG gerir a vantagem, o que não impediu a equipa de ampliar o resultado para 6-1, por Mbappé, aos 58 minutos. Aos 90, o brasileiro Malcom reduziu, de grande penalidade.

Com este triunfo, o PSG isolou-se na liderança, com 22 pontos, mais três do que o Mónaco, que cedeu um empate em casa a um golo frente ao Montpellier, na abertura da jornada, na sexta-feira, enquanto o Bordéus manteve, para já, o terceiro posto, com 15.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG