Portugal vence Ucrânia e está mais perto do Euro2017

João Geraldo foi decisivo, com duas vitórias. Nova vitória na terça-feira garante apuramento

Portugal teve que sofrer para levar de vencida a Ucrânia, por 3-2, em jogo de qualificação para o Europeu de ténis de mesa, disputado no Multiusos de Viseu.

Primeiro de dois jogos frente aos ucranianos, num jogo que se prolongou por mais de três horas, e onde a incerteza sobre o vencedor se manteve até ao último ponto, acabando por João Geraldo ser o 'herói' do dia, contribuindo com duas decisivas vitórias para a equipa das 'quinas'.

Sem Tiago Apolónia, lesionado, e com João Monteiro doente, a equipa nacional entrou em campo com João Geraldo a impor-se a Kou Lei, chinês naturalizado ucraniano. Triunfo por 3-1 (6-11, 11-7, 9-11 e 10-12).

Seguiu-se o jogo entre Zhmudenko e Marcos Freitas, com o triunfo a sorrir ao ucraniano que venceu por 3-2. O jogador português entrou melhor e venceu por 9-11, mas o ucraniano viria a ganhar os dois sets seguintes (11-9 e 12-10), com Marcos Freitas a igualar a dois sets ao vencer por 6-11, no que foi o parcial mais desequilibrado. Quando se pensava que o português iria fazer valer os seus argumentos de jogador de topo mundial, foi surpreendido e perdeu no parcial decisivo por 11-8.

Diogo Carvalho, no terceiro jogo, colocou Portugal de novo na frente. O atleta que foi 'repescado' devido à lesão de Tiago Apolónia derrotou Yehven Pryschepa por 3-0 (8-11, 9-11 e 7-11).

A Ucrânia viria a empatar o encontro a sets com o triunfo de Kou Lei sobre Marcos Freitas. O madeirense esteve sempre bem no serviço, colocando muitas dificuldades ao adversário, mas Kou Lei foi sempre muito seguro a atacar e nas trocas de bola mais longas raramente perdeu um ponto para Marcos Freitas, que no jogo final desperdiçou uma vantagem de 8-3, acabando por perder o parcial por 11-8, num set ganho pelo ucraniano por 3-0 (11-4, 11-7 e 11-8).

Tudo por decidir no encontro final entre João Geraldo e Zhmudenko. Entrou melhor o ucraniano e venceu por 11-8, mas João Geraldo respondeu com um triunfo por 7-11. Nova vitória do ucraniano, por 11-9, e a 'pressão' do lado português, mas João Geraldo, com o apoio de algum público nas bancadas do Multiusos de Viseu, acabou por ganhar os dois jogos seguintes, o primeiro por 5-11, e no derradeiro, e o mais disputado de todos, triunfo por 12-14, garantindo a vitória por 3-2 para Portugal.

A equipa nacional segue na frente do F de apuramento, após a quarta jornada, e uma vitória no jogo de terça-feira, de novo frente à Ucrânia (16 horas), garante o primeiro lugar no grupo e o apuramento para o Europeu.

Exclusivos