Portugal "não é favorito", mas "está entre os candidatos"

Médio da seleção portuguesa diz que saída de Lopetegui não terá efeito negativo na seleção espanhola. "Positivo poderá ter"

João Moutinho foi o jogador escolhido para estar presente esta quinta-feira ao lado de Fernando Santos na conferência de imprensa de lançamento do jogo com a Espanha. O médio do Mónaco também disse não acreditar em grandes efeitos provocados pela saída de Lopetegui na seleção espanhola. "Penso que efeito negativo não terá. Positivo poderá trazer. Mas penso que Espanha tem-se preparado da melhor forma possível já há algumas semanas e não deverá alterar o estilo de jogo Vão manter-se fiéis à sua preparação."

O jogador português não duvida que a Espanha "vai criar dificuldades" a Portugal, mas defende que o inverso também vai acontecer. "Sabemos que temos boa equipa, vamos tentar também impor o nosso jogo e lutar pela vitória, que é o que fazemos em todos os jogos", disse.

O antigo jogador de Sporting e FC Porto afastou também que a situação conturbada vivida pelos jogadores leoninos (Rui Patrício, William, Bruno Fernandes e Gelson Martins pediram rescisão de contrato com o clube) possa interferir na campanha da seleção no Mundial.

"Não vai influenciar. Estamos focados em atingir os nossos objetivos que são trabalhar bem e começar bem o Mundial. Focados, unidos e concentrados. Não temos de pensar noutras coisas, só no que podemos dar para conseguirmos os nossos objetivos neste campeonato do mundo. Não estamos a olhar para o que se passa noutras seleções ou fora da Seleção. Sabemos da nossa responsabilidade e do que podemos fazer dentro de campo", afirmou.

De resto, o médio garante que Portugal não sente pressão acrescida por entrar na prova com o estatuto de campeão europeu e que também não passa a ser favorito por isso: "Favoritos são Alemanha, Espanha... Portugal está entre os candidatos."

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG