Platini retira candidatura à presidência

Anúncio feito numa entrevista ao jornal francês L'Équipe

Michel Platini, que está atualmente suspenso por oito anos de todas as atividades ligadas ao futebol, retirou a sua candidatura à presidência da FIFA devido a "falta de tempo", revelou o dirigente ao jornal francês L'Equipe, numa entrevista que será publicada esta sexta-feira na íntegra.

"Eu retiro a minha candidatura. Não posso nem tenho tempo para poder estar juntos dos eleitores, conhecer as pessoas e lutar por esta eleição como os outros candidatos. Ao retirar-me, estou a tomar a decisão de dedicar-me à minha defesa e poder limpar o meu nome", afirmou Michel Platini.

Platini, atual presidente da UEFA, foi suspenso pela justiça interna da FIFA por oito anos de todas as atividades ligadas ao futebol por ter recebido um pagamento de 1,8 milhões de euros em 2011 do também suspenso presidente da FIFA, Joseph Blatter, por alegados serviços de consultadoria prestados em 2002.

O pagamento em 2011 por serviços prestados em 2002 foi efetuado com base num contrato oral, de acordo com Platini, um tipo de compromisso aceite na Suíça. Platini recorreu da decisão.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG