Perivaldo morreu no Rio de Janeiro aos 64 anos

O antigo internacional brasileiro, que foi sem-abrigo em Lisboa, foi vítima de uma pneumonia

O antigo internacional brasileiro Perivaldo, que fez parte da seleção que se qualificou para o Mundial 82, morreu na madrugada de quinta-feira no Hospital Universitário Gafrée Guinale, no Rio de Janeiro.

O antigo defesa-esquerdo viveu 24 anos em Portugal, tendo em 2013 sido descoberto como sem-abrigo em Lisboa, não resistiu a uma pneumonia, que o obrigou a estar internado na última semana.

Perivaldo foi estrela do Botafogo na década de 70 e 80, tendo sido chamado à seleção brasileira por Telé Santana. A decadência surgiu depois do futebol, com diversos maus investimentos do dinheiro que tinha amealhado e algum descontrole que o levou a tornar-se dependente do álcool.

Em 1992 chegou a trabalhar como cozinheiro num restaurante em Porto Santo, na Madeira, que se mudou para Lisboa depois de ter conhecido uma mulher que o levou a uma situação mais complicada, que o obrigou a viver na rua.

Chegou mesmo a vender roupas e objetos usados na Feira da Ladra, em Lisboa, até que foi descoberto por uma reportagem da SIC, que teve enorme repercussão em Portugal e sobretudo no Brasil.

Há pouco mais de quatro anos, os sindicatos dos jogadores profissionais de Portugal e do Rio de Janeiro promoveram o regresso de Perivaldo ao Brasil e o reencontro com a família, que não via há muitos anos, inclusive não conhecia os netos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG