Pedrosa regressa a Espanha para ser operado à clavícula

O piloto espanhol vai ser operado e pode falhar as quatro últimas corridas do Mundial de MotoGP

O espanhol Dani Pedrosa vai regressar ainda hoje a Espanha para ser operado à clavícula, que fraturou durante os treinos livres para o Grande Prémio do Japão de MotoGP, 15.ª prova do Mundial de motociclismo de velocidade.

O piloto da Honda perdeu o controlo da moto à entrada para uma das curvas do circuito de Motegi e foi projetado vários metros, embatendo no solo com grande violência, tendo sido de imediato transportado para a clínica do circuito japonês.

Os exames revelaram uma fratura na clavícula, que obrigará Pedrosa a submeter-se a uma intervenção cirúrgica que o pode afastar das quatro últimas corridas do Campeonato do Mundo de MotoGP, no qual ocupa a quarta posição.

A Honda já anunciou que Pedrosa será substituído na prova nipónica pelo japonês Hiroshi Aoyama, sem revelar se o campeão mundial de 250cc em 2009 será opção para suprir a baixa do piloto espanhol nas restantes etapas do campeonato (Austrália, Malásia e Comunidade Valenciana).

Horas antes, o português Miguel Oliveira (Kalex) tinha desistido após a primeira sessão de treinos livres de Moto2, depois de ter recebido autorização médica para disputar a prova este fim de semana, na sequência da fratura de uma clavícula nos treinos livres para o Grande Prémio de Aragão, em Espanha, a 23 de setembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG