Pedro Emanuel diz que eliminar Benfica "é tarefa difícil, mas não impossível"

O treinador do Estoril-Praia alimenta o sonho de conseguir o apuramento para a final da Taça de Portugal

O treinador do Estoril-Praia, Pedro Emanuel, referiu esta terça-feira que alimenta o sonho de conseguir o apuramento dos 'canarinhos' para a final da Taça de Portugal de futebol, sem deixar de reconhecer que as possibilidades contra o Benfica "são reduzidas".

Na conferência de imprensa realizada no Estádio António Coimbra da Mota, o técnico estorilista lembrou que a sua equipa parte em desvantagem (2-1) para o jogo da segunda mão, no Estádio da Luz, na quarta-feira, mas frisou que esta "é uma prova especial" e que "o sonho comanda a vida".

"Os sonhos são para se tornar realidade. Acho que é possível. A história recente do nosso campeonato diz isso. A nossa prestação em Guimarães é um bom tónico para nós. Teremos as nossas possibilidades e vamos fazer tudo o que está ao nosso alcance para que as pessoas que nos apoiam se sintam orgulhosas", afirmou.

Pedro Emanuel não poupou elogios aos 'encarnados' na antevisão do jogo de quarta-feira, considerando-os "um adversário forte e poderoso".

"Tenho a certeza de que o Benfica, mudando quem queira mudar, terá sempre opções válidas. São todos jogadores de excelente qualidade. Vamos encontrar uma equipa que está em vantagem. É uma tarefa difícil, mas não impossível", considerou.

Aliás, o técnico estorilista fez questão de salientar que os seus jogadores não se poderão fixar na ideia de um Benfica hipoteticamente mais frágil.

"Se acreditarmos nisso, acho que vamos ter dificuldades. Temos de nos focar", explicou, apelando ainda à motivação da equipa: "O que qualquer jogador pretende na sua carreira é disputar finais e ganhá-las."

O triunfo de sábado no reduto do Tondela, por 2-0, reforçou os índices de confiança e Pedro Emanuel quer aproveitar essa "confiança extra" dos jogadores.

"Traz mais serenidade, acrescenta confiança e faz acreditar que somos uma equipa que se pode tornar mais forte. É isso que vamos transportar amanhã para o jogo", referiu.

Prometendo discutir o encontro e a eliminatória "até ao último minuto", o treinador do Estoril assegurou a presença de uma equipa competitiva na Luz e sem prescindir de nenhum elemento, ao anunciar que todo o plantel está convocado para esta meia-final: "É um momento especial para o clube."

O treinador do Estoril já sabe o que é conquistar a Taça de Portugal, ao triunfar ao comando da Académica, em 2012, e manifestou a sua esperança de poder passar agora essa experiência aos jogadores.

"Esta prova sempre foi especial para mim. Tive a possibilidade de a vencer pela Académica. Vamos competir com todo o orgulho", concluiu.

O Estoril-Praia visita esta quarta-feira o Benfica para a segunda mão da meia-final da Taça de Portugal, depois de se ter verificado um 2-1 favorável aos 'encarnados' no primeiro desafio.

O jogo está marcado para as 20:15, no Estádio da Luz, e conta com a arbitragem de Rui Costa (Associação de Futebol do Porto).

Exclusivos

Premium

EUA

Elizabeth Warren tem um plano

Donald Trump continua com níveis baixos de aprovação nacional, mas capacidade muito elevada de manter a fidelidade republicana. A oportunidade para travar a reeleição do mais bizarro presidente que a história recente da América revelou existe: entre 55% e 60% dos eleitores garantem que Trump não merece segundo mandato. A chave está em saber se os democratas vão ser capazes de mobilizar para as urnas essa maioria anti-Trump que, para já, é só virtual. Em tempos normais, o centrismo experiente de Joe Biden seria a escolha mais avisada. Mas os EUA não vivem tempos normais. Kennedy apontou para a Lua e alimentava o "sonho americano". Obama oferecia a garantia de que ainda era possível acreditar nisso (yes we can). Elizabeth Warren pode não ter ambições tão inspiradoras - mas tem um plano. E esse plano da senadora corajosa e frontal do Massachusetts pode mesmo ser a maior ameaça a Donald Trump.