Paulo Gonçalves fica em segundo e sobe ao quarto lugar da geral

O português foi segundo classificado na etapa desta terça-feira ganha pelo argentino Kevin Benavides. O eslovaco Stefan Svitko é o novo líder nas motos.

O português Paulo Gonçalves (Honda) foi, esta terça-feira, segundo classificado na terceira etapa do Rali Dakar e subiu à quarta posição da geral de motas, enquanto o argentino Kevin Benavides, seu colega de equipa, ganhou a tirada. Inicialmente, Joan Barreda Bort (também Honda) tinha sido dado como o vencedor da tirada e novo líder da geral, mas sofreu uma penalização de um minuto. Assim, a liderança passou para o eslovaco Stefan Svitko (KTM)

Tal como na véspera, o troço cronometrado da etapa entre Termas de Río Hondo e Jujuy foi reduzido devido ao mau tempo, sendo encurtado para menos de 200 quilómetros, um percurso que o estreante argentino Kevin Benavides percorreu em 2:31.03 horas, com 26 segundos de avanço em relação a Paulo Gonçalves. Com a penalização de um minuto, Barreda Bort ficou com o 5.º tempo (02:31:37).

Beneficiando dos atrasos do australiano Toby Price (KTM) e do português Ruben Faria (Husqvarna), que ocupavam as duas posições cimeiras após a segunda etapa, e da penalização de Barreda, o eslovaco Stefan Svitko (KTM) saltou para o comando da prova. Benavides subiu a segundo, a 34 segundos. Barreda é terceiro, a 46. E Paulo Gonçalves subiu três lugares e está em quarto, a 54 segundos.

Quanto aos outros portugueses candidatos a um lugar no pódio, Ruben Faria foi 25.º na etapa e caiu para o 8.º lugar da geral (a 3:43 minutos de Svitko). Já Hélder Rodrigues (Yamaha) foi 15.º na tirada e está na 14.ª posição da geral, a 8:11 minutos do líder.

Já nos automóveis, o domínio continua a ser do Peugeot de Sebastian Loeb, hoje primeiro com 2:09.39, menos 1.23 que Peugeot do espanhol Carlos Sainz.

Loeb tem já 5.03 minutos de avanço na geral sobre o sul-africano Giniel de Villiers (Toyota) e 5.15 sobre o francês Stephane Peterhansel (Peugeot).

Saindo em 94.º, Carlos Sousa conseguiu uma subida acentuada na tabela, passando para 71.º, agora a 2:19.04 de Loeb.

Na quarta-feira, a quarta etapa, com partida e chegada em Jujuy, terá um total de 629 quilómetros e prevê uma secção cronometrada de 429 quilómetros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG