"Os árbitros não têm medo, querem é as suas famílias seguras"

O presidente do Conselho de Arbitragem reuniu-se com a PSP para traçar um plano de segurança para os árbitros

José Fontelas Gomes, presidente do Conselho de Arbitragem, reuniu-se esta sexta-feira com a Polícia de Segurança Pública, um encontro realizado a pedido da Federação Portuguesa de Futebol, para que fosse traçado um plano de proteção dos árbitros, na sequência dos incidentes ocorridos ontem na Maia, onde Artur Soares Dias foi ameaçado por alegados elementos de uma claque do FC Porto quando ia treinar.

As medidas que vão ser implementadas não foram reveladas no final da reunião, tendo José Fontelas Gomes deixado uma garantia: "Os árbitros não têm medo, querem é que as suas famílias estejam seguras e querem sentir-se confortáveis quando vão para o campo para fazer o seu trabalho da melhor forma possível."

O líder dos árbitros apelou ainda a que "se crie um clima favorável ao crescimento dos jovens árbitros nacionais", acrescentando que tendo em conta os acontecimentos da última semana "os árbitros estão a ser acompanhados de perto e estão confortáveis com o plano de segurança que vai ser implementado". No entanto, Fontelas Gomes escusou-se a revelar as medidas que vão ser adotadas.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG