Obama diz que decisões do COI e da FIFA são "algo manipuladas"

O presidente norte-americano explicou as suas dúvidas evocando o processo de atribuição dos Jogos Olímpicos de 2016, realizados no Rio de Janeiro, e para os quais concorreu Chicago

O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, considerou esta segunda-feira que as grandes decisões do Comité Olímpico Internacional (COI) e da FIFA são "algo manipuladas".

Obama explicou as suas dúvidas evocando o processo de atribuição dos Jogos Olímpicos de 2016, realizados no Rio de Janeiro, e para os quais concorreu Chicago, candidatura defendida pela primeira-dama, Michelle Obama, em congresso realizado na Dinamarca.

"Tínhamos uma delegação extremamente bem preparada em Copenhaga e Michelle esteve na apresentação. Recebi uma chamada (...) a dizerem-me que todos pensavam que, se eu fosse lá, teríamos boas hipóteses de ganhar e que valia a pena ir lá apenas um dia", conta.

Em entrevista à New York Magazine, na qual considerou que "a proposta americana era a melhor, sob qualquer prisma objetivo", acrescentou: "Então fui lá. Mais tarde percebemos que as decisões do COI foram semelhantes às da FIFA, um pouco viciadas".

A derrota de Chicago - a primeira das quatro candidatas a ser eliminada na votação - foi um resultado amargo para Barack Obama, menos de um ano depois de sua chegada à Casa Branca.

Depois de Atlanta1996, os Estados Unidos falharam as candidaturas de Nova Iorque para 2012 e de Chicago para 2016.

Los Angeles, que já recebeu os Jogos em 1932 e 1984, espera receber os Jogos em 2024, concorrendo com Paris e Budapeste.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG