Nélson Oliveira conquista o "tri" no contrarrelógio de elites

Ciclista português vence pela terceira vez consecutiva - e a quarta em seis anos

Nélson Oliveira, da espanhola Movistar, alcançou esta sexta-feira, pela terceira vez consecutiva, o título nacional de contrarrelógio, na categoria de elite, ao vencer a corrida inserida nos Nacionais de estrada, que decorrem em Braga.

O corredor de 27 anos, de Anadia, passou também a somar quatro vitórias na luta contra o cronómetro - venceu também em 2011 -, superando a marca de José Azevedo, vencedor em 1996, 1997 e 2011, ao concluir o percurso de 36 quilómetros, num circuito de quatro voltas, em 43.50 minutos, menos 15 segundos do que em 2015, no mesmo traçado.

Nélson Oliveira terminou com 01.13 minutos de avanço sobre o segundo classificado, José Mendes, da Bora-Argon 18, e sobre o terceiro, Rafael Reis, da W52-FC Porto.

O ciclista da Movistar até terminou a primeira volta em segundo lugar, com um tempo de 11.00 minutos, mais três segundos do que o jovem Rafael Reis, de 23 anos, mas fixou-se no primeiro lugar no segundo ponto intermédio, não mais largando o topo até ao fim da prova.

Os ciclistas da Caja Rural José Gonçalves, com mais 01.25 minutos do que Nélson Oliveira, e Ricardo Vilela, com mais 02.37, fecharam o lote dos cinco primeiros.

Os campeonatos nacionais de estrada, a decorrer em Braga, continuam no sábado, pelas 15:00, com a prova em linha no escalão de sub-23, e, no domingo, com a prova de elites, que principia pelas 11:00.

Exclusivos