Mourinho e Ederson envolvidos em batalha no túnel após dérbi

Jogadores e técnicos do Manchester United e do Manchester City protagonizaram grande confusão após o dérbi, descrevem os media ingleses

As cenas mais feias do último dérbi de Manchester, no qual o City de Guardiola venceu o United de Mourinho em Old Trafford (2-1), ocorreram já após o final da partida, longe das câmaras, no túnel de acesso aos balneários. Mais de 20 pessoas das duas equipas (entre jogadores e elementos das equipas técnicas) envolveram-se em acesa discussão, que terá começado com uma troca de insultos entre o treinador português e o antigo guarda-redes do Benfica Ederson, segundo é reportado pela generalidade dos media ingleses.

De acordo com os relatos, houve garrafas atiradas pelo ar, leite derramado, gritos, empurrões e até trocas de murros, num mega confronto que deixou inclusive o treinador adjunto do Man. City Mikel Arteta a sangrar no rosto.

Segundo descreve o jornal Independent, "Mourinho encaminhava-se do seu balneário para as entrevistas pós-jogo quando ouviu o barulho dos festejos do City" no balneário visitante, com música alta e vários gritos que os técnico português terá considerado "provocatórios". Mourinho dirigiu-se ao balneário do City e pediu para o adversário mostrar "mais respeito". Nessa altura, escreve o Mirror, "choveu" água e leite sobre o treinador do Man. United e há alguns relatos que dizem que terá sido mesmo atingido com uma garrafa de plástico.

Ederson, que estava à porta do balneário do City, terá agarrado Mourinho pelo braço para o "impedir de continuar a confrontar os jogadores" de Guardiola, escreve por sua vez o The Guardian. E, então, guarda-redes e treinador terão começado a insultar-se em português, no que terminou com Mourinho a gritar, já de novo em inglês: "You f* show respect. Who are you [Mostra respeito c*. Quem és tu?]".

A partir daí os confrontos ter-se-ão descontrolado e alastrado a vários elementos (mais de 20, escrevem vários media), no que alguém descreveu ao Guardian como tratando-se de uma cena semelhante a uma luta de pub. O avançado do Man. United Romelu Lukaku é apontado como um dos mais ativos nesses confrontos. Nessa altura, Arteta, adjunto de Guardiola, terá sido atingido por uma garrafa no rosto, ficando a sangrar.

A federação inglesa já abriu entretanto um inquérito aos incidentes, ainda segundo o Guardian.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG