Miguel Oliveira foi o piloto com menos quedas em 2017

Piloto português que ficou em terceiro no Mundial de Moto 2 só caiu em três Grandes Prémios

Além de ter acabado a temporada com três vitórias consecutivas e com o terceiro lugar final na classificação de Moto 2, o português Miguel Oliveira conseguiu outra proeza de registo no Mundial de motociclismo de 2017: com três quedas apenas, foi o piloto que menos vezes caiu ao asfalto, ex-aequo com o italiano Romano Fenati, que competiu em Moto3.

Num ano que bateu o recorde de quedas desde 1999, ano em que a empresa Dorna começou a publica estas estatísticas, registaram-se em 2017 um total de 1.126 idas ao solo. E o piloto mais desastrado neste capítulo foi o britânico Sam Lowes (Aprilia), em Moto GP, que caiu 31 vezes, seguido dos espanhóis Jorge Navarro (Kalex), em Moto 2, com 30, e Marc Marquez (Honda), a quem as 27 quedas não impediram de se sagrar campeão do mundo de MotoGP.

Na categoria rainha do Mundial de motociclismo o mais equilibrado foi mesmo o veterano italiano Valentino Rossi (Yamaha), que caiu apenas quatro vezes.

De resto, a prova com mais quedas foi o Grande Prémio de San Marino, com 140, um novo recorde desde que há registos estatísticos, superando assim o Grande Prémio de Portugal de 2010, que tinha registado 130.

Os números incluem as corridas e os treinos.

Exclusivos