McGregor entrega-se à polícia depois de atacar autocarro com lutadores

Polícia de Nova Iorque tinha emitido mandado de captura

O lutador irlandês Conor McGregor entregou-se à polícia de Nova Iorque, que tinha emitido um mandado de captura em seu nome, depois de um incidente no Barclays Centre. A confirmação foi dada por Dana White, presidente do Campeonato UFC (Ultimate Fighting Championship). A BBC avança que a estrela das Artes Marciais Mistas (MMA) será hoje presente a tribunal.

McGregor, de 29 anos, foi acusado de "três crimes de agressão e um de vandalismo", disse um porta-voz da polícia.

O lutador foi apanhado em vídeo a atirar um carrinho de transporte de carga a um autocarro onde seguiam pelo menos dois lutadores.

O incidente aconteceu após a luta entre Khabib Nurmagomedov e Max Holloway no Barclays Centre, de Nova Iorque. A UFC diz que McGregor e Lobov - acompanhados por uma dúzia de indivíduos - atacaram o autocarro.

Conor McGregor atirou o objeto contra o autocarro onde estava Nurmagomedov. Partiu uma janela e acabou por ferir o lutador Michael Chiesa, que também estava no autocarro, no rosto. Ray Borg terá sofrido ferimentos num olho.

A organização da UFC já disse que considera o incidente "complestamente inaceitável" e que está a ponderar no caminho a seguir.

O último combate de McGregor na UFC foi em novembro de 2016, contra Eddie Alvarez. Sem competir na MMA há quase dois anos McGregor será destituído do seu cinturão de pesos leves.

No ano passado, lutou e perdeu contra o pugilista Floyd Mayweather, naquele que foi considerado o combate do ano, pela publicidade que gerou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG