Marselha despede Michel do cargo de treinador

O clube francês diz que o técnico espanhol portou-se mal... mas há outra versão

O espanhol Michel deixou de ser o treinador do Olympique Marselha nesta terça-feira. A notícia foi avançada pela rádio francesa RMC e pelo jornal L'Équipe às primeiras horas da manhã e entretanto já confirmada pelo clube através de um comunicado.

A nota do emblema do sul de França refere que o técnico foi despedido "devido a mau comportamento, especialmente durante as últimas três semanas", adiantando que até final da temporada será o adjunto Franck Passi a assumir o comando da equipa, tendo o antigo jogador Basile Boli como assistente.

Contudo, a imprensa francesa avança com outra justificação para esta rotura, que alegadamente até teria partido do próprio Michel devido ao clima de instabilidade que se vive no clube depois da decisão da proprietária do Marselha, a multimilionária Margarita Louis-Dreyfus, ter decidido vender o clube.

Além disso, é garantido ainda que Michel vinha sendo muito pressionado internamente devido aos maus resultados da equipa, que ocupa o 15º lugar da Ligue 1 e que, ainda para mais, só venceu 26% dos jogos que orientou: a última vitória em casa já remonta a 13 de setembro.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG