Marrocos já despachou Portugal no México 1986. O que vale a seleção africana

A estrela da equipa é Achraf Hakim, jogador do PSG. Na fase de grupos, os africanos passaram em primeiro à frente da Croácia e da Bélgica.

Contra todas as previsões, o adversário de Portugal nos quartos-de-final é... Marrocos, seleção que, ao vencer esta terça-feira a Espanha no desempate por penáltis, se apurou pela primeira vez para os quartos-de-final de um Mundial de futebol - o máximo que tinham atingido antes do Qatar 2022 eram os oitavos (curiosamente à custa de Portugal) em cinco participações (1970, 1986, 1994, 1998 e 2018). Convém lembrar que na fase de grupos, os africanos passaram em primeiro lugar, vencendo a Bélgica e o Canadá, e empatando com a Croácia.

A maior estrela da equipa marroquina, que tem 14 jogadores nascidos fora do país, é Achraf Hakimi, 24 anos, defesa direito do PSG, que antes representou clubes como Real Madrid, B. Dortmund e Inter Milão. Os outros destaques são o médio Hakim Ziyech, do Chelsea, o guarda-redes Yassine Bono, que representa o Sevilha, e o defesa Noussair Mazraoui, do Bayern Munique. A maioria dos 26 convocados atuam em campeonatos europeus. Aliás, só três jogadores jogam na liga marroquina, todos no WAC Casablanca. O maior feito desportivo da seleção foi a Taça das Nações Africanas, ganha em 1976.

O selecionador é Hoalid Regragui, 47 anos, que pegou na seleção três meses antes do Mundial e que substituiu no cargo Vahid Halilhodzic, responsável pelo apuramento dos africanos. Regragui conquistou, na época 2021-22, a Liga Marroquina de futebol pelo WAC, bem como a Liga dos Campeões de África.

O historial de confrontos entre Portugal e Marrocos é curto: apenas dois jogos, e ambos em Mundiais. A primeira vez que as duas seleções mediram forças foi na fase de grupos do México 1986, num jogo que terminou com um triunfo dos africanos, por 3-1, com golos de Abderrazad Khairi (2) e Krimau. Por Portugal marcou Diamantino. A vitória permitiu aos africanos marcarem presença pela primeira nos oitavos-de-final de um Campeonato do Mundo.

32 anos depois, novo reencontro num Mundial, desta vez no Rússia 2018. Os marroquinos voltaram a calhar no mesmo grupo de Portugal, mas desta vez a seleção nacional venceu o jogo por 1-0, com um golo de Ronaldo logo aos 4 minutos.

A diferença do valor de mercado entre as duas seleções é enorme. De acordo com o portal TransferMarkt, a equipa africana está avaliada em 241,10 milhões de euros (Portugal vale 937 milhões). Os jogadores mais valiosos são Achraf Hakimi (65M), Noussair Mazraoui (25M) e Nayef Aguerd (25M). N.F.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG