Marcelo Boeck troca Chapecoense pelo Fortaleza

Ex-leão foi um dos dez atletas do clube que não viajou com a equipa, evitando assim a tragédia que vitimou 19 jogadores do clube, no acidente de aviação na Colômbia, a caminho da final da Taça Sul-Americana.

Marcelo Boeck foi anunciado como jogador do Fortaleza. O guarda-redes de 32 anos deixa assim a Chapecoense, dias depois de anunciar que queria participar na reconstrução da equipa catarinense, após o acidente de aviação, na Colômbia (dia 28 de novembro), que deixou o clube sem equipa.

"O clube necessita daqueles que ficaram, para lembrarmos dos que partiram e honramos a torcida e as famílias. E eu hoje, com 32 anos, vejo que não faz mais sentido certas coisas que antes eu dava mais valor. O que vale mesmo é ter princípios, caráter e não abandonar o clube neste momento terrível. Se a Chapecoense quiser, eu estou aqui para continuar essa história. Quando a gente perde um número grande de pessoas, deixar o clube na mão não seria legal. Eu quero ajudar na reconstrução. Eu quero fazer parte disso e não deixar o clube morrer", disse o ex.-Sporting, numa entrevista, na semana passada.

Boeck era um dos quatro guardiões da Chape e tal como Nivaldo não viajou com a equipa. O titular Danilo morreu no acidente de aviação que vitimou 71 pessoas e o suplente Jackson Follman, apesar de ter sobrevivido viu uma das pernas ser amputada.

Agora, o ex-leão, foi anunciado como reforço do Fortaleza. E a questão está a dar que falar. Terá Boeck sido dispensado ou optado por sair?

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG