Manny Pacquiao pode regressar aos ringues três meses depois de abandonar

À imagem de muitos outros pugilistas, o filipino deverá regressar ao ativo depois de ter anunciado a reforma. Combate está previsto para 5 de novembro

O filipino Manny Pacquiao, um dos pugilistas mais titulados do mundo, pondera regressar aos ringues em novembro aos ringues, três meses depois de se ter retirado.

O último combate do filipino, frente ao norte-americano Tim Bradley, remonta a abril, e, na terça-feira, o seu agente deu conta de que Pacquiao recebeu autorização para descansar das novas funções de senador e voltar a combater, provavelmente a 05 de novembro, em Las Vegas.

"Ele gosta de lutar e gosta de atenção", afirmou Bob Arum, sem excluir a possibilidade de ser reeditado o "combate do século" frente ao norte-americano Floyd Mayweather Jr, que, em 02 de maio de 2015, derrotou Pacquiao.

Pouco depois, Pacquiao, que já era congressista, foi eleito para o Senado e impôs que um próximo combate não afete os seus compromissos políticos.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG