Mulher e filhas de Pep Guardiola saem ilesas do atentado de Manchester

A mulher do treinador de futebol, Cristina Serra, e as filhas de ambos, Valentina e Maria, saíram ilesas do atentado terrorista que ocorreu no pavilhão de concertos de Manchester, na segunda-feira à noite

A família do atual técnico do Manchester City encontra-se estável, depois de ter assistido ao concerto da cantora norte-americana Ariana Grande, no pavilhão de Manchester, onde ocorreu o atentado.

Pep Guardiola mostrou-se consternado e deixou uma mensagem de condolências "às famílias e amigos das vítimas", numa publicação da rede social Twitter.

Pelo menos 22 pessoas morreram e 59 ficaram feridas numa explosão na Arena de Manchester, no norte da Inglaterra, na segunda-feira, no final de um concerto da cantora Ariana Grande, segundo o balanço mais recente da polícia.

O comandante da polícia de Manchester, Ian Hopkins, disse que as autoridades suspeitam que o responsável foi um homem apenas, que morreu na explosão e que "transportava um engenho explosivo improvisado, que detonou, causando esta atrocidade".

As autoridades britânicas estão a tratar este caso como um "incidente de terrorismo".

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG