Leicester campeão: a aposta mais improvável da história britânica

Para as casas de apostas, era mais provável Elvis estar vivo, Kim Kardashian ser presidente dos EUA ou o Papa tornar-se futebolista. Festa pode acontecer hoje em Old Trafford.

O impensável está a um pequeno passo de acontecer: o Leicester City está a uma vitória de se sagrar campeão inglês, pela primeira vez na sua história, num dos mais inesperados e impressionantes desfechos dos campeonatos europeus. A equipa treinada por Claudio Ranieri só precisa de vencer hoje o Manchester United, em Old Trafford, algo que nos últimos 40 anos só conseguiu uma vez (em 1988), ou então aguardar que o Tottenham escorregue na visita ao Chelsea, amanhã.

Neste momento já é dado quase por garantido que o Leicester acabará por chegar ao título, até porque dispõe de três match points para isso. As casas de apostas, por exemplo, neste momento já só aceitam apostas com cotações bastante baixas, entre os 1,04 e 1,05. Ou seja, por cada euro apostado apenas quatro ou cinco cêntimos de lucro. Uma realidade bem distante daquela que era oferecida no início da época: a generalidade das casas de apostas oferecia probabilidades de uma para cinco mil de ver o Leicester City ganhar o título. Assim, por cada euro apostado, cada adepto ganharia cinco mil euros.

O iminente título do Leicester era, por exemplo, dez vezes mais improvável de acontecer do que Barack Obama admitir que o homem não foi à Lua ou descobrir o monstro de Loch Ness. Encontrar Elvis Presley vivo ou ver Kim Kardashian tornar-se presidente dos EUA oferecia odds de 2000, enquanto ver o Papa Francisco tornar-se futebolista do Rangers e jogar de kilt pagava quatro mil euros por cada euro apostado.

Prejuízos de 13 milhões de euros

No início de cada época, muitos adeptos fazem apostas que encaram meramente como recreativas. John Pryke, adepto do Leicester, foi um exemplo disso e apostou 25 euros na sua equipa. Neste momento poderia ganhar 125 mil, mas decidiu encerrar a sua aposta no início de março e ficou "apenas" com 37 mil euros.

Segundo a Ladbrokes, 47 pessoas apostaram no início da época que o Leicester ia ser campeão. Mas com o decorrer das jornadas cada vez mais adeptos começaram a apostar na equipa. Agora, as casas de apostas estimam perdas na ordem dos 13 milhões de euros. Segundo Joe Crilly, da William Will, a probabilidade de um para cinco mil é a maior da história do Reino Unido. "Vamos perder uma pequena fortuna se o Leicester fizer o que agora todos esperam que faça. A probabilidade de um para cinco mil será a aposta paga mais alta na história. O título do Leicester poderá ser o maior desastre da história das apostas desportivas", reconheceu este responsável.

Os prémios para os campeões

Nem mesmo o mais otimista elemento do Leiceister perspetivaria o título. Por isso, no início da época, a direção estabeleceu que o melhor que esperava era o... 12.º lugar. Caso o clube atingisse essa posição, distribuiria 8,3 milhões de euros, equitativamente, pelo plantel. Ou seja, segundo o contrato coletivo dos prémios por desempenho, ser campeão ou ser 12.º classificado será igual para o plantel.

O proprietário do Leicester, o milionário tailandês Vichai Srivaddhanaprabha, já admitiu que vai premiar os jogadores com algo mais. Mas para Ranieri não será necessário: ficou definido que o técnico receberia 140 mil euros... por cada posição acima da zona de despromoção. Assim, tem 2,3 milhões de euros à espera. "A culpa é dos jogadores. Deviam ter feito como eu, que assinei contrato já a pensar que ia ser campeão", brincou o italiano.

Exclusivos