LeBron entra na história com a sua oitava final consecutiva

Os 35 pontos de King James foram decisivos na vitória em Boston, onde os Celtics ainda não tinham perdido nos playoffs. Só duas equipas têm mais finais do que a estrela dos Cleveland

Uma noite mágica de Lebron James permitiu aos Cleveland Cavaliers garantir a presença na final da NBA pelo quarto ano consecutivo, ao alcançar um triunfo por 87-79 diante dos Boston Celtics, que assim perderam pela primeira vez em casa nos playoffs desta época, ou seja, após dez partidas.

A estrela dos Cavs marcou 35 pontos, além de ter contribuído com 15 ressaltos e nove assistências, naquele que foi o seu 100.º jogo da temporada, registo que tinha alcançado em 2010-11, sendo que agora vai superar este seu recorde na final que irá disputar na madrugada de sexta-feira frente a Houston Rockets ou Golden State Warriors (jogo decidido nesta madrugada).

"Tentei espremer a laranja até não haver mais sumo", disse LeBron ainda no TD Garden, bastante cansado após um jogo em que esteve os 48 minutos em campo - só descansou no intervalo entre cada um dos períodos de jogo. O número 23 dos Cavs contrariou a sua própria lógica, pois durante a final de 2015 foi questionado sobre quantos minutos aguentaria em campo num só jogo: "40, 41, 42... Estaria a enganar a minha equipa se dissesse que poderia jogar os 48 minutos. Acho que seria impossível." No final da partida, LeBron revelou que foi desafiado para jogar todo o jogo. "Apenas procurei descobrir como fazê-lo", acrescentou.

Brad Stevens, treinador dos Celtics, acabou por ter um choque com a dura realidade. "Eu pensava que estávamos a fazer um excelente jogo defensivo, mas mesmo assim ele fez 35 pontos... Foi uma brincadeira", disse, lamentando a impossibilidade de parar um super King James. "Em toda esta época, ele liderou pelo exemplo. Tivemos vários jogadores lesionados e o LeBron jogou 82 encontros [todos da fase regular] na sua 15.ª época. Ele é inacreditável. É o melhor jogador do mundo e estou feliz por ele ser da minha equipa", desabafou Tyronn Lue, o sortudo treinador dos Cavs.

King James vai disputar a sua oitava final consecutiva (quatro pelos Miami Heat e outras tantas pelos Cleveland), uma proeza que na história da NBA apenas foi alcançada por Bill Russell, Tom Heinsohn, Sam Jones e Frank Ramsey. Mas o registo de LeBron é ainda mais impressionante se tivermos em conta que irá disputar a nona final da sua carreira. Ou seja, na história do campeonato profissional norte-americano apenas duas equipas têm mais do que a estrela dos Cavs, mais concretamente Los Angeles Lakers (31) e Boston Celtics (21), contabilizando os Philadelphia 76ers e os Golden State Warriors nove presenças - os Warriors lutam pela décima final e podem ultrapassar LeBron.

A nível individual, apenas três jogadores disputaram mais finais: Bill Russell (12 pelos Celtics), Sam Jones (11 pelos Celtics) e Kareem Abdul-Jabaar (dez pelos Milwalkee Bucks e pelos Lakers). O grande problema de LeBron James é que apenas soma três vitórias, o que ainda o deixa muito longe dos grandes campeões da NBA, onde Bill Russell é o recordista, com 11 títulos.

Tatum à beira de um recorde

Se LeBron James foi a estrela da final da Conferência Este, Jayson Tatum, rookie dos Celtics de apenas 20 anos, mostrou que está pronto para uma carreira ao mais alto nível na NBA. O jovem nascido em Saint Louis marcou 351 pontos nos playoffs, tornando-se o segundo jogador que, no primeiro ano de NBA, alcança melhor registo nesta fase do campeonato. Tatum ficou a apenas um ponto de igualar a superestrela Kareem Abdul-Jabaar, que no ano de estreia, em 1970, alcançou 352 pontos.

Aliás, na lista dos melhores marcadores dos playoffs da NBA, Tatum encontra-se em quarto lugar, numa tabela liderada por... LeBron James, que totaliza uns impressionantes 612 pontos, deixando a larga distância Kevin Durant (Golden State Warriors), com 459, e James Harden (Houston Rockets), com 454, tendo estes dois últimos jogado na última madrugada, já depois do fecho desta edição.

Com a final da NBA à vista, começam agora a surgir várias dúvidas em relação aos Cleveland Cavaliers, que estão sob a ameaça de perder LeBron James no final da temporada. É que a estrela está em final de contrato e os Philadelphia 76ers e os Los Angeles Lakers já são apontados como principais candidatos a receber o King.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG