Couceiro e as saídas de Gauld e Geraldes: "Tenho pena e eles também"

Antigo candidato à presidência do Sporting lamenta as duas saídas do plantel do Vit. Setúbal e lembra grandes nomes que já passaram pelos dois clubes

O treinador do Vitória de Setúbal, José Couceiro, lamentou hoje a decisão de o Sporting fazer regressar André Geraldes e Ryan Gauld, depois de os sadinos terem afastado os leões da Taça da Liga de futebol.

José Couceiro lamentou a decisão no início da conferência de imprensa de antevisão à visita ao Boavista, no domingo, da 16.ª jornada da I Liga de futebol.

"As minhas primeiras palavras sobre o assunto vão para o André e o Ryan. Desejo-lhes sucesso e tenho pena que tenham saído. Acredito que eles também", disse o técnico, que na quarta-feira viu a sua equipa vencer o Sporting (2-1) com uma grande penalidade muito contestada pelo adversário.

José Couceiro reconheceu que a decisão da estrutura 'leonina' de resgatar o defesa e médio faz mossa na sua equipa.

"Lamento a decisão. Ficámos mais fracos com a saída de ambos, não só quando defrontarmos os nossos adversários diretos, em termos de objetivos, como os concorrentes do Sporting", sublinhou.

Sobre a troca de acusações entre Vitória de Setúbal e Sporting de alegados incidentes e insultos dirigidos de parte a parte, o treinador disse desejar que o assunto se encerre rapidamente.

"Não vou alimentar polémicas. São duas instituições centenárias que têm, nas suas histórias, tido um relacionamento fantástico. Basta ver a quantidade de profissionais que passaram pelos dois clubes: Fernando Vaz, João Rocha, Fernando Tomé, Jordão, Manuel Fernandes, Zezinho, Eurico e Octávio Machado, só para citar alguns", referiu.

Em relação ao duelo no Porto diante do Boavista, José Couceiro alertou para as dificuldades que a sua equipa vai ter.

"Dois pontos separam as equipas. Somar pontos é positivo para nós, independentemente do adversário. É um campo difícil frente a um oponente que ganhou alento com a entrada de Miguel Leal. O jogo vai ser decidido nos pormenores", vaticinou.

Frente aos 'axadrezados', o conjunto setubalenses tem o médio Fábio Pacheco (lesionado) como única 'baixa'. Com as saídas de André Geraldes e Ryan Gauld, José Couceiro admitiu a possibilidade de reforçar a equipa durante o mês de janeiro.

Boavista, 10.º classificado com 17 pontos, e Vitória de Setúbal, nono com 19, defrontam-se no domingo, às 18:00, no Estádio do Bessa, no Porto, num jogo que vai ser arbitrado por João Mendes, da associação de Santarém.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG