Jesus assina por uma época. "O Fenerbahçe é uma religião, uma nação"

O treinador português assume o clube turco após época e meia de insucesso ao serviço do Benfica.

O treinador português Jorge Jesus, de 67 anos, assinou esta quinta-feira contrato por uma época com os turcos do Fenerbahçe, cinco meses depois de deixar o Benfica, informou o clube de Istambul.

Jorge Jesus assume o Fenerbahçe após época e meia de insucesso ao serviço do Benfica, sem qualquer título conquistado na sua segunda passagem pela Luz, saindo em dezembro, após ser eliminado na Taça de Portugal pelo FC Porto.

Na Turquia, o técnico assume o segundo clube com mais títulos de campeão (19), atrás do Galatasarary (22), mas que não vence a Liga há oito épocas, desde 2013/14, tendo terminado a última temporada em segundo lugar, a quatro pontos do Trabzonspor.

Em 2015/16, a equipa foi também vice-campeã, então treinada por Vítor Pereira, mas o treinador português foi despedido pouco depois do início da época seguinte, já em agosto de 2016.

Na carreira, Jorge Jesus tem como maiores conquistas a Taça dos Libertadores da América com o Flamengo, em 2019, e a Supertaça sul-americana, em 2020, além do campeonato e supertaça do Brasil, e em Portugal três campeonatos com o Benfica.

Pelas 'águias', o técnico venceu também uma Taça de Portugal, uma Supertaça e cinco Taças da Liga, enquanto no Sporting, clube que 'abraçou' depois da primeira passagem pelo Benfica, venceu uma Supertaça e uma Taça da Liga.

O amadorense, que chegou a ser em dezembro cobiçado pelo Flamengo, quando ainda estava no Benfica, conseguiu também na sua primeira passagem pela Luz, entre 2009 e 20015, levar o clube a duas finais da Liga Europa.

Em 2013/14, o técnico viu os 'encarnados' perderem na final com o Chelsea (2-1), e em 2014/15 diante do Sevilha (0-0), no desempate por grandes penalidades.

A Turquia será a terceira experiência de Jesus no estrangeiro, com o treinador a passar primeiro pela Arábia Saudita, onde treinou o Al Hilal em 2018/19, numa época que não concluiu, por não pretender renovar.

Dos sauditas, Jorge Jesus seguiu ainda em 2019 para o Flamengo, no qual se manteve época e meia, até julho de 2020, antes de se voltar a comprometer com o Benfica, que pagou então aos brasileiros a cláusula de rescisão de um milhão de euros.

Jesus quer acabar com jejum de títulos de oito anos no Fenerbahçe

O treinador Jorge Jesus assumiu que está no Fenerbahçe para devolver o clube turco aos títulos, citando as condições de trabalho e a paixão dos adeptos como fatores importantes para o sucesso.

"Tenho treinado sempre grandes equipas no mundo e agora é a vez do Fenerbahçe. Tem condições de topo mundial. Agora, temos de começar a ganhar troféus para que as condições que o clube tem para trabalhar sejam compensadas no campo", disse, num vídeo partilhado pela formação de Istambul.

"O que me chamou mais a atenção é que os jogadores do Fenerbahçe não se podem queixar de nada. Têm tudo para que a equipa vença", reforçou o português, que assume a "conquista do campeonato" como o seu "grande objetivo", a melhor forma de acabar com um jejum de troféus, em todas as competições, que dura desde 2014.

Jesus deseja, igualmente, poder disputar a fase de grupos da Liga dos campeões, embora assuma que há potenciais "adversários fortes" na qualificação, entre os quais o Benfica, que abandonou no fim de dezembro.

Mais do que um clube, Jorge Jesus referiu-se ao Fenerbahçe como "uma religião, uma nação", deixando elogios aos adeptos, que, revela, foram "fundamentais" para a sua decisão, bem como a insistência do presidente do clube na sua contratação, algo que lhe "tocou o coração".

"Tinha vários clubes para poder escolher. Escolhi o Fenerbahçe porque senti o carinho dos fãs e do presidente. Foi por isso que escolhi o clube", salientou.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG