Islandês Gudjohnsen oferece-se para jogar na Chapecoense

O avançado está disponível para ajudar o clube brasileiro que perdeu grande parte dos seus jogadores no desastre aéreo

O avançado islandês Eidur Gudjohnsen, de 38 anos, manifestou a sua disponibilidade para jogar na Chapecoense como forma de ajudar o clube brasileiro a superar a tragédia do desastre aéreo que vitimou grande parte da sua equipa na semana passada, quando se deslocava para a Colômbia para defrontar o Atlético Nacional, em jogo da final da Copa Sul-americana.

"Por respeito, jogaria pela Chapecoense se eles tiverem um lugar para mim", revelou o antigo jogador do Barcelona e do Chelsea, que expressou ainda o desejo que se reencontrar no clube de Santa Catarina com um velho amigo que também já se disponibilizou para ajudar: "Jogaria nem que fosse apenas para voltar a jogar com Ronaldinho Gaúcho."

Além de Gudjohnsen, que representa atualmente o Pune City da Índia, e de Ronaldinho outros jogadores já se mostraram disponíveis para ajudar o Chapecoense, entre os quais Kaká.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG